Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Norte

As bandas A Jigsaw e Pedro e os Lobos juntaram-se para dar origem a um “encontramento“. Assim se chama a digressão conjunta dois dois projetos, que este sábado à noite chega ao Theatro Circo, em Braga. Num só palco, duas bandas, dois discos e a colaboração entre eles, em troca de oito euros. Um ‘negócio’ irrecusável.

Um dos momentos mais aguardados da programação do Teatro Nacional de São João arranca esta sexta-feira, às 21h00. Trata-se da estreia da peça “O Fim das Possibilidades“, a partir do texto do francês Jean-Pierre Sarrazac, uma espécie de fábula sobre um acordo muito pouco católico entre Deus e Satã. Com encenação de Nuno Carinhas, a peça fica no Porto até 27 de março, Dia Mundial do Teatro. Bilhetes a partir dos 7,50 euros.

A voz cavernosa de Mark Lanegan vai poder ouvir-se esta sexta-feira, no Hard Club, no Porto. O cofundador dos Screaming Trees, banda inserida no movimento grunge de Seattle, lançou em outubro Phantom Radio, um disco que prova que a eletrónica é cada vez mais um elemento importante no seu percurso. As portas abrem às 20h00 para dois concertos de abertura, com Faye Dunaways e Duke Garwood. No dia seguinte, Mark Lanegan também atua em Lisboa. Os bilhetes para ambos os concertos custam 22 euros.

cante-alentejano-vozes-do-alentejo

O melhor do Cante Alentejano mostra-se sexta-feira em Lisboa e no sábado no Porto. ©Divulgação

Sushi e gin? A primeira reação é de estranheza, mas é mesmo assim que se chama o evento que vai ocupar o Palácio da Bolsa, no Porto, este sábado, das 14h00 às 18h00 ou das 18h00 às 22h00 (o bilhete para cada turno custa 25 euros). O objetivo é provar que existe entre os dois uma complementaridade e, para isso, cada visitante tem direito a 15 peças de sushi/sashimi, um gin, um workshop de sushi e um workshop de gin.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

A eleição do cante alentejano como Património Imaterial da Humanidade pela UNESCO deu novo alento a este património cultural. Este sábado, por exemplo, tem lugar na Casa da Música, no Porto, o concerto “Vozes do Alentejo“, que promete mostrar ao público o melhor do cante alentejano. Os bilhetes custam 25 euros.

O Teatro Municipal Rivoli recebe, até domingo, o “Foco Brasil“, um programa dedicado ao cinema e às artes performativas do país do samba. Durante o ciclo será traçado um percurso multidisciplinar pelo trabalho de autores e artistas das áreas da dança, da performance e do cinema, uma oportunidade imperdível para saber mais sobre a cultura do Brasil. Esta sexta-feira às 21h30, por exemplo, o coreógrafo Marcelo Evelin apresenta “Matadouro”, uma arena de corpos nus que, em círculo e em corridas sem parar, procuram a saída para uma sociedade que vive em constante movimento. Os bilhetes custam 10 euros, mas há eventos grátis para aproveitar na programação.

Centro

O maestro António Victorino d’Almeida dedica o concerto desta sexta-feira, no Cine-Teatro de Estarreja, à canção francesa. O piano vai ter a companhia da voz de Nádia Sousa, e será possível escutar canções de nomes como Édith Piaf e Jacques Brel. Esta pequena história da canção francesa conta-se esta sexta-feira, às 21h30, no Cine-teatro de Estarreja. Os bilhetes custam 10 euros.

Começou esta quinta-feira o 19.º Ciclo de Teatro Universitário da Beira Interior, na Covilhã. Organizado pelo TeatrUBI e pela Asta – Associação de Teatro e outras Artes da Beira Interior, todas as peças têm início às 21h30 no Teatro Municipal da Covilhã. Não deixe de espreitar também o “mercadonegro”, uma feira que vai decorrer ao mesmo tempo que o ciclo e onde se pode encontrar de tudo um pouco, desde livros, cds e dvds a roupas e sapatos, novos e usados.

esqueletos, fósseis

Nada a temer. Estas imagens são os nossos antepassados. O Museu da Ciência da Universidade de Coimbra explica o resto, domingo de manhã. ©UC

 

Que tal passar a manhã de domingo a olhar para o nosso passado para compreender o presente? O Museu da Ciência da Universidade de Coimbra convida as famílias a conhecerem o processo evolutivo a partir da informação filogenética a que se acede através do estudo dos nossos parentes mais próximos (os Primatas) e a partir da informação que nos chega através dos fósseis. A atividade acontece entre as 11h00 e as 13h00 e requer inscrição prévia.

As mulheres na arte e na literatura – uma questão de género ou não?“. É este o próximo debate do Clube de Leitura que acontece no Museu Francisco Tavares Proença Júnior, em Castelo Branco, sábado, às 15h00. O acesso é livre e a opinião também.

Sul

A Monstra já anda à solta em Lisboa e ninguém parece ter medo. Com o Festival de Animação de Lisboa chegam quase 500 filmes de 40 países, entre longas e curtas, com destaque para a cinematografia da América Latina. Mas é para o cinema de animação japonês que chamamos a atenção. Sábado, às 22h00, no Cinema Ideal, vai passar pela primeira vez em Portugal “As Asas do Vento”, filme que marca a despedida do realizador oscarizado Hayao Miyazaki da sétima arte. Sexta-feira e sábado há festas latinas na Fábrica do Braço de Prata, em parceria com a Monstra. O melhor é consultar o programa completo e começar a fazer planos.

Pirandello” já chegou ao Teatro D. Maria II. Para além do elenco, que inclui nomes como Albano Jerónimo, Custódia Gallego, David Cabecinha, David Pereira Bastos, Marco Paiva, Maria Ana Filipe e Mónica Garnel, há mais bons motivos para ir ao teatro, esta sexta-feira e sábado às 21h00, ou domingo às 16h00. A partir do texto Ele Foi Mattia Pascal, de Luigi Pirandello, que em 1934 ganhou o Nobel da Literatura, conta-se a história de um homem. Para saber mais sobre a história deste homem, o melhor é agarrar um dos bilhetes, à venda a partir de oito euros.

pirandello

Pirandello está em cena no Teatro D. Maria II, em Lisboa. ©Filipe Ferreira / Divulgação

Nasceu um novo festival internacional de dança contemporânea em Lisboa. O Cumplicidades começa esta sexta-feira e a organização, a cargo da EIRA, promete espetáculos, workshops, palestras, uma instalação e “percursos da dança” para “todas as faixas etárias”, até 29 de março. Esta sexta-feira às 19h00 acontece o primeiro momento, na estação de comboios do Rossio, com entrada livre. Mais tarde, às 22h00, há um concerto de Mário Franco Trio n’O Bom O Mau e O Vilão, onde decorrerá a festa de abertura.

Por falar em dança, lembra-se do Ballet Gulbenkian? A Companhia Nacional de Bailado está a apresentar, até 29 de março, um espetáculo de homenagem ao legado da importante companhia de dança, extinta faz este ano uma década. O programa, que pode ser visto no Teatro Camões, em Lisboa, na sexta-feira e sábado às 21h00 e domingo às 16h00, inclui quatro coreografias, uma delas em estreia mundial (a peça “Será Que é Uma Estrela?”, de Vasco Wellenkamp). Bilhetes entre os cinco e os 25 euros.

Se não está a pensar ir à Índia este sábado, mas até dizia que sim a um pouco de Bollywood e a uma pitada de festival hindu das cores, a solução está em Lisboa. O festival Bollywood Holi vai ocupar a praça do Martim Moniz entre as 16h00 e as 20h30 e o ponto alto vai dar-se quando as tintas coloridas forem lançadas ao ar (atenção às roupas, portanto). Para além da festa das cores, música não vai faltar, pelas mãos do DJ Yash e de vários grupos de dança. A entrada é livre, mas é necessário comprar o pó colorido à entrada.

O festival Terras Sem Sombra tem o seu primeiro momento este sábado, às 21h30, na igreja matriz de Santo Ildefonso, em Almodôvar, Beja. “Medievália Ibérica: Monodias e Polifonias Hispano-Portuguesas dos Séculos X a XIV” é o concerto de abertura que reúne um reportório de cânticos sagrados hispânicos. Como todos os eventos do festival, que só termina a 4 de julho, a entrada é gratuita.