Transgénero

“Quero quebrar o estereótipo daquilo que um homem pode ou não pode ser”

Aydian Dowling lidera a corrida para ser o homem escolhido para fazer a capa da Men's Health. É transgénero. "Comecei no bodybuilding porque queria o meu corpo tão masculino como a minha alma", diz.

Twitter de Aydian Dowling

Autor
  • Catarina Marques Rodrigues

Aydian Dowling está perto de ser o próximo homem a estar na capa da Men’s Health americana — se assim for, será o primeiro homem transgénero a estar na capa de uma das revistas masculinas de fitness e lifestyle mais conhecidas no mundo.

Aydian decidiu inscrever-se no concurso “Ultimate Guy Search”, em que vários homens vão a votos do público para ganharem o grande prémio — ser o protagonista da edição de novembro de 2015. O jovem de 27 anos lidera neste momento a corrida, avança o Mashable. No site da Men’s Health está a confirmação do favoritismo: Aydian já conta com mais de 35 mil votos, contra os quase 9 mil do segundo favorito. As votações estão abertas até 21 de junho.

“Enquanto transgénero, ter um corpo e uma mente saudável é o meu objetivo final para encontrar a paz dentro da minha alma”, explica na sua apresentação na página da revista. Além de ser transgénero, Aydian é também ativista pelos direitos LGBT e fundou ainda um canal de fitness no Youtube que ajuda os transgénero a fazer a transição para homem. No Beefheads Fitness, há dicas sobre como ganhar mais massa muscular, o que comer ou como organizar os treinos.

Foram mesmo o exercício físico e o bodybuilding que ajudaram o jovem de Nova Iorque a ganhar confiança, confessa o próprio à revista People. “Eu comecei a fazer bodybuilding porque queria que o meu corpo ficasse tão masculino como a minha alma, então comecei a treinar e isso mudou realmente toda a minha vida. Comecei a sentir-me melhor. Precisas de estar em frente ao espelho para te certificares que estás a fazer o exercício bem e, depois de cinco dias a olhares-te ao espelho, começas a habituar-te ao teu corpo. Começas a apreciá-lo”, revela à People. “Quero quebrar o estereótipo daquilo que um homem pode ou não pode ser”.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)