Os 47 deputados eleitos nas eleições regionais madeirenses reúnem-se esta segunda-feira pela primeira vez, em plenário, no arranque da XI Legislatura da Assembleia Legislativa da Madeira (ALM), no mesmo dia em que toma posse o XII Governo Regional.

Ao final da manhã acontecerá a instalação do parlamento madeirense, resultante das eleições legislativas antecipadas que se realizaram neste arquipélago a 29 de março.

Dos 47 deputados, 24 são do PSD, sete do CDS, seis eleitos pela coligação Mudança (PS, PTP, PAN, MPT), cinco do JPP, partido que se estreia nas lides parlamentares, dois do PCP/PEV, outros dois do BE, que regressou ao parlamento, e um do PND. O MPT e o PAN perderam os seus representantes.

No mesmo dia, ao final da tarde e perante a nova assembleia regional toma posse o XII Governo Regional da Madeira, liderado pelo social-democrata Miguel Albuquerque, que sucede a Alberto João Jardim, o qual exerceu o cargo desde 1978.

Nesta cerimónia, o primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, faz-se representar pelo ministro da Presidência e Assuntos Parlamentares, Luís Marques Guedes, e o PSD nacional pelo seu vice-presidente Marco António Costa, confirmou à Lusa fonte dos sociais-democratas madeirenses.

Também o presidente do executivo cessante, Alberto João Jardim, já confirmou a sua presença.

Ao final da tarde, no salão nobre do principal órgão de governo desta Região Autónoma, toma também posse o XII Governo Regional composto oito secretarias regionais: Assuntos Parlamentares e Europeus (Sérgio Marques), Finanças e Administração Pública (Rui Gonçalves), Inclusão e Assuntos Sociais (Rubina Leal), Economia, Turismo e Cultura (Eduardo Jesus), Educação (Jorge Carvalho), Ambiente e Recursos Naturais (Susana Prada), Saúde (Manuel Brito), Agricultura e Pescas (Humberto Vasconcelos).