Parque Expo

Família Soares dos Santos quer comprar Oceanário e criar fundação

660

O Governo quer avançar este ano com a concessão do Oceanário a privados, depois de o ter "comprado" à Parque Expo. O objetivo será gerir o Oceanário sem buscar o lucro. PCP quer travar privatização.

O Oceanário de Lisboa foi construído para a Expo'98

LUSA

A Sociedade Francisco Soares dos Santos vai criar uma Fundação para o Oceano e quer a concessão do Oceanário de Lisboa. O objetivo, de acordo com o jornal Expresso, é destacar a importância do mar na sustentabilidade e desenvolvimento da economia nacional.

Este mês, a Parque Expo realizou com o Estado uma operação de dação em pagamento que envolveu a transferência do Oceanário. Esta operação está valorizada em 54,2 milhões de euros e insere-se na regularização parcial da dívida desta empresa ao Estado. O Governo tinha planos de avançar este ano com a concessão deste equipamento a privados e o processo já está a receber candidaturas.

A família Soares dos Santos já tem a Fundação Francisco Manuel dos Santos, mas a nova fundação, mais direcionada para assuntos do mar, quer criar, a partir de Lisboa, um centro mundial no domínio da educação e conservação dos oceanos.

O projeto está a ser conduzido por Tiago Pitta e Cunha, consultor do Presidente da República para os assuntos do mar. Foi membro do Gabinete do Comissário Europeu para os Assuntos Marítimos e coordenador da nova Política Marítima Integrada da União Europeia, entre 2004 e 2010. José Soares dos Santos também está envolvido.

“Sendo a fundação uma sociedade sem fins lucrativos, movida apenas pela sua missão, a gestão que fará da atividade do Oceanário não será movida pela prossecução do lucro para remunerar os acionistas”, disse Tiago Pitta e Cunha ao Expresso.

Entretanto, o PCP quer que o Governo pare o processo de privatização do Oceanário. De acordo com a Lusa, os comunistas vão apresentar um projeto de resolução para ser aprovado na Assembleia da República, onde recomendam que o Governo “ponha fim ao processo de privatização do Oceanário, por venda das suas participações sociais, ou por qualquer outra forma de alienação”.

No documento, o Partido Comunista aproveita para lembrar que, desde 2007, o Oceanário gera lucros acima de um milhão de euros por ano e que é “mais do que autossuficiente”.

Agora que entramos em 2019...

...é bom ter presente o importante que este ano pode ser. E quando vivemos tempos novos e confusos sentimos mais a importância de uma informação que marca a diferença – uma diferença que o Observador tem vindo a fazer há quase cinco anos. Maio de 2014 foi ainda ontem, mas já parece imenso tempo, como todos os dias nos fazem sentir todos os que já são parte da nossa imensa comunidade de leitores. Não fazemos jornalismo para sermos apenas mais um órgão de informação. Não valeria a pena. Fazemos para informar com sentido crítico, relatar mas também explicar, ser útil mas também ser incómodo, ser os primeiros a noticiar mas sobretudo ser os mais exigentes a escrutinar todos os poderes, sem excepção e sem medo. Este jornalismo só é sustentável se contarmos com o apoio dos nossos leitores, pois tem um preço, que é também o preço da liberdade – a sua liberdade de se informar de forma plural e de poder pensar pela sua cabeça.

Se gosta do Observador, esteja com o Observador. É só escolher a modalidade de assinaturas Premium que mais lhe convier.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)