Futebol

Julen Lopetegui garante FC Porto focado em conquistar os 12 pontos que restam

Treinador do FC Porto, Julen Lopetegui, reconheceu que não resta mais à sua equipa que lutar pelos 12 pontos que faltam até ao final da I Liga de futebol.

"Estamos preparados para defrontar cada jogo que resta", afirmou Julen Lopetegui

SVEN HOPPE/EPA

Autor
  • Agência Lusa

O treinador do FC Porto, Julen Lopetegui, reconheceu nesta sexta-feira que não resta mais à sua equipa que lutar pelos 12 pontos que faltam até ao final da I Liga de futebol. Na conferência de imprensa de antevisão à visita de domingo ao Vitória de Setúbal, na 31.ª jornada, o técnico espanhol garantiu essa atitude para o jogo do Bonfim.

O treinador dos ‘dragões’ afirmou “não ser um visionário” para prever onde e quando o rival Benfica pode perder pontos, assumindo-se como “um treinador que tem de manter a equipa concentrada e preparada para vencer os jogos que faltam”.

“Estamos preparados para defrontar cada jogo que resta com a máxima energia e ambição, tentando conseguir os 12 pontos que faltam, a começar já com este desafio frente ao Vitória de Setúbal, onde temos ser capazes de superar as dificuldades que o adversário nos vai criar”, disso o técnico dos ‘azuis e brancos’.

Julen Lopetegui contornou os dados estatísticos que apontam que nos últimos dez jogos na região de Lisboa e sul a equipa portuense não conseguiu vencer (seis empates e quatro derrotas). “As estatísticas não nos preocupam, mas sim o que vamos encontrar neste jogo e a resposta que vamos dar num campo que onde teremos dificuldades. A equipa está com dinâmica e com vontade de vencer”, garantiu o treinador.

Lopetegui prefere não partilhar as contas e as expetativas do que seria necessário para o FC Porto, a três pontos do Benfica (e desvantagem no confronto direto), ainda chegar ao primeiro lugar do campeonato, desvalorizando os comentários sobre a equipa na comunicação social. “Contra todas as adversidades que temos tido esta época, e quer gostem ou não gostem, seguiremos competindo e tratando de dar resposta jogo após jogo. As contas ainda não sou capaz de fazer”, partilhou.

Questionado se a sua continuidade no FC Porto estaria dependente daquilo que a equipa irá fazer nos últimos quatro jogos do campeonato, Julen Lopetegui preferiu focar o seu discurso no grupo de trabalho. “Estamos convencidos que a equipa vai defrontar os últimos jogos com a atitude de disputar o título. Temos 12 pontos para o fazer e temos de buscar a vitória já esta jornada, tudo o resto não me interessa”, afirmou.

Lopetegui abordou, ainda, a aposta em Helton para a defesa da baliza portistas na última jornada, na partida frente ao Benfica, mas não esclarecendo se a titularidade do veterano guardião será para continuar. “É um jogador nosso, com um historial enorme, é mais uma opção que decidimos que devia jogar na Luz. Estamos encantados com o seu comportamento e com a experiência”, concluiu.

O FC Porto, segundo classificando com 72 pontos, desloca-se este domingo ao reduto do Vitória de Setúbal, 16.º com 2, numa partida, agendada para as 19:15, que terá arbitragem de Marco Ferreira, da Madeira.

    Se tiver uma história que queira partilhar ou informações que considere importantes sobre abusos sexuais na Igreja em Portugal, pode contactar o Observador de várias formas — com a certeza de que garantiremos o seu anonimato, se assim o pretender:

  1. Pode preencher este formulário;
  2. Pode enviar-nos um email para abusos@observador.pt ou, pessoalmente, para Sónia Simões (ssimoes@observador.pt) ou para João Francisco Gomes (jfgomes@observador.pt);
  3. Pode contactar-nos através do WhatsApp para o número 913 513 883;
  4. Ou pode ligar-nos pelo mesmo número: 913 513 883.

Agora que entramos em 2019...

...é bom ter presente o importante que este ano pode ser. E quando vivemos tempos novos e confusos sentimos mais a importância de uma informação que marca a diferença – uma diferença que o Observador tem vindo a fazer há quase cinco anos. Maio de 2014 foi ainda ontem, mas já parece imenso tempo, como todos os dias nos fazem sentir todos os que já são parte da nossa imensa comunidade de leitores. Não fazemos jornalismo para sermos apenas mais um órgão de informação. Não valeria a pena. Fazemos para informar com sentido crítico, relatar mas também explicar, ser útil mas também ser incómodo, ser os primeiros a noticiar mas sobretudo ser os mais exigentes a escrutinar todos os poderes, sem excepção e sem medo. Este jornalismo só é sustentável se contarmos com o apoio dos nossos leitores, pois tem um preço, que é também o preço da liberdade – a sua liberdade de se informar de forma plural e de poder pensar pela sua cabeça.

Se gosta do Observador, esteja com o Observador. É só escolher a modalidade de assinaturas Premium que mais lhe convier.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)