Futebol

Julen Lopetegui garante FC Porto focado em conquistar os 12 pontos que restam

Treinador do FC Porto, Julen Lopetegui, reconheceu que não resta mais à sua equipa que lutar pelos 12 pontos que faltam até ao final da I Liga de futebol.

"Estamos preparados para defrontar cada jogo que resta", afirmou Julen Lopetegui

SVEN HOPPE/EPA

Autor
  • Agência Lusa

O treinador do FC Porto, Julen Lopetegui, reconheceu nesta sexta-feira que não resta mais à sua equipa que lutar pelos 12 pontos que faltam até ao final da I Liga de futebol. Na conferência de imprensa de antevisão à visita de domingo ao Vitória de Setúbal, na 31.ª jornada, o técnico espanhol garantiu essa atitude para o jogo do Bonfim.

O treinador dos ‘dragões’ afirmou “não ser um visionário” para prever onde e quando o rival Benfica pode perder pontos, assumindo-se como “um treinador que tem de manter a equipa concentrada e preparada para vencer os jogos que faltam”.

“Estamos preparados para defrontar cada jogo que resta com a máxima energia e ambição, tentando conseguir os 12 pontos que faltam, a começar já com este desafio frente ao Vitória de Setúbal, onde temos ser capazes de superar as dificuldades que o adversário nos vai criar”, disso o técnico dos ‘azuis e brancos’.

Julen Lopetegui contornou os dados estatísticos que apontam que nos últimos dez jogos na região de Lisboa e sul a equipa portuense não conseguiu vencer (seis empates e quatro derrotas). “As estatísticas não nos preocupam, mas sim o que vamos encontrar neste jogo e a resposta que vamos dar num campo que onde teremos dificuldades. A equipa está com dinâmica e com vontade de vencer”, garantiu o treinador.

Lopetegui prefere não partilhar as contas e as expetativas do que seria necessário para o FC Porto, a três pontos do Benfica (e desvantagem no confronto direto), ainda chegar ao primeiro lugar do campeonato, desvalorizando os comentários sobre a equipa na comunicação social. “Contra todas as adversidades que temos tido esta época, e quer gostem ou não gostem, seguiremos competindo e tratando de dar resposta jogo após jogo. As contas ainda não sou capaz de fazer”, partilhou.

Questionado se a sua continuidade no FC Porto estaria dependente daquilo que a equipa irá fazer nos últimos quatro jogos do campeonato, Julen Lopetegui preferiu focar o seu discurso no grupo de trabalho. “Estamos convencidos que a equipa vai defrontar os últimos jogos com a atitude de disputar o título. Temos 12 pontos para o fazer e temos de buscar a vitória já esta jornada, tudo o resto não me interessa”, afirmou.

Lopetegui abordou, ainda, a aposta em Helton para a defesa da baliza portistas na última jornada, na partida frente ao Benfica, mas não esclarecendo se a titularidade do veterano guardião será para continuar. “É um jogador nosso, com um historial enorme, é mais uma opção que decidimos que devia jogar na Luz. Estamos encantados com o seu comportamento e com a experiência”, concluiu.

O FC Porto, segundo classificando com 72 pontos, desloca-se este domingo ao reduto do Vitória de Setúbal, 16.º com 2, numa partida, agendada para as 19:15, que terá arbitragem de Marco Ferreira, da Madeira.

Todos queremos saber mais. E escolher bem.

A vida é feita de escolhas. E as escolhas devem ser informadas.

Há uns meses o Observador fez uma escolha: uma parte dos artigos que publicamos deixariam de ser de acesso totalmente livre. Esses artigos Premium, por regra aqueles onde fazemos um maior investimento editorial e que mais diferenciam o nosso projecto, constituem a base do nosso programa de assinaturas.

Este programa Premium não tolheu o nosso crescimento – arrancámos mesmo 2019 com os melhores resultados de sempre.

Este programa tornou-nos mesmo mais exigentes com o jornalismo que fazemos – um jornalismo que informa e explica, um jornalismo que investiga e incomoda, um jornalismo independente e sem medo. E diferente.

Este programa está a permitir que tenhamos uma nova fonte de receitas e não dependamos apenas da publicidade – porque não há futuro para a imprensa livre se isso não acontecer.

O Observador existe para servir os seus leitores e permitir que mais ar fresco circule no espaço público da nossa democracia. Por isso o Observador também é dos seus leitores e necessita deles, tem de contar com eles. Como subscritores do programa de assinaturas Observador Premium.

Se gosta do Observador, esteja com o Observador. É só escolher a modalidade de assinaturas Premium que mais lhe convier.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
NATO

Os 70 anos da NATO, vistos da Europa


João Diogo Barbosa

Não só o “exército europeu” se tornou um dos temas essenciais para o futuro, como foi possível, pela primeira vez, a aprovação de um Programa Europeu de Desenvolvimento Industrial no domínio da Defesa

Educação

Estado-educador e Estado-cultura, em marcha?

Mário Pinto

Não existe uma educação para a cidadania única e institucional. Há várias concepções de cidadania, mesmo como concepções de vida democrática, pois há pluralismo social e cultural, ou moral e religioso

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)