Passada uma semana desde o terramoto que afetou gravemente o Nepal, o número de mortos não para de subir. Ao contrário, o número de sobreviventes encontrados sob os escombros é cada vez mais ínfimo. Este sábado, as autoridades resgataram um homem com 100 anos. Esteve sete dias soterrado.

De acordo com a AFP, o homem chama-se Funchu Tamang e tem 101 anos. Não há certezas sobre a sua idade, já que outras agências internacionais lhe atribuem 100 anos. Foi encontrado pela polícia nepalesa sob os destroços da sua casa, em Nuwakot, a norte de Katmandú, e está neste momento a recuperar no hospital. A notícia foi confirmada pelo porta-voz do Ministério do Interior, Laxmi Prasad Dhakal.

Mais de 7 000 pessoas morreram no sismo que atingiu sábado, 25 de abril, o Nepal e alguns países vizinhos como a Índia e a China, revelaram hoje as autoridades nepalesas. Os responsáveis pelas equipas de emergência revelaram terem já recolhido 7 040 corpos e que o número de feridos é, agora, superior a 14 000 pessoas. As autoridades nepalesas alertaram ainda que o número de vítimas mortais deverá continuar a aumentar.

As equipas de socorro elevam, diariamente, o número de vítimas do sismo à medida que vão conseguindo retirar corpos entre os escombros e acedendo a locais por vezes remotos ou de difícil acesso devido à destruição provocada pelo sismo.

O sismo, de magnitude 7,8 na escala de Richter, provocou ainda elevados danos materiais, inclusivamente em património cultural mundial.