Uma tecnologia desenvolvida pela NASA ajudou as equipas de resgate no Nepal a encontrarem quatro pessoas soterradas debaixo dos escombros provocados pelo terramoto de 25 de abril, que vitimou mais de sete mil pessoas. Foi a primeira vez que o FINDER, como se chama o sistema, foi utilizado numa situação real.

O FINDER – que além de significar “descobridor” em inglês, tem como nome oficial Finding Individuals for Disaster and Emergency Response – é um sistema que funciona pelo envio de microondas através dos destroços e que consegue detetar os batimentos cardíacos de vítimas. Composto por um radar do tamanho de uma pequena mala de viagem e um dispositivo pouco maior do que um tablet, o FINDER foi criado para ajudar as equipas de emergência a encontrar vítimas logo nos primeiros momentos a seguir à crise e está programado para distinguir os movimentos cardíacos de humanos e de animais.

https://www.youtube.com/watch?v=8CrrbAje8ZM

No Nepal, os quatro homens que o FINDER ajudou a retirar de debaixo dos escombros estiveram quatro dias soterrados. Dois protótipos do sistema chegaram ao país a 29 de abril e começaram a ser usados por uma equipa de emergência com elementos chineses, holandeses, belgas e nepaleses, que conseguiram captar dois batimentos cardíacos debaixo de dois prédios e, assim, abrir caminho ao salvamento das quatro vítimas.

O projeto original do FINDER é do Departamento de Segurança Interna dos Estados Unidos, que recorreu à NASA porque esta agência já tinha desenvolvido uma tecnologia semelhante para descobrir vida noutros planetas. É, assim, fruto de uma especial conjugação. “O FINDER é o exemplo de como tecnologia desenhada para a exploração espacial tem profundos impactos na vida na Terra”, afirma David Miller, coordenador de uma equipa tecnológica da NASA.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

O FINDER está longe de ser a primeira tecnologia espacial a ser usada na Terra: uma série de aparelhos médicos (termómetros, pacemakers, próteses), dispositivos de segurança (fatos de bombeiros) e outros (como sistemas de purificação de água e aspiradores portáteis) foram desenvolvidos com base na pesquisa feita pela NASA para a exploração do Universo.

Para já, o FINDER não passa de um protótipo que foi pela primeira vez testado com sucesso num cenário real. A NASA está agora a tentar comercializá-lo a serviços de emergência do mundo inteiro.