A assembleia geral da caixa do Montepio, que se realizou na terça-feira, discutiu apenas um nome para novo presidente da caixa económico, o de José Morgado, atual CEO (presidente executivo) da Inapa. A escolha deste gestor ainda não foi oficialmente confirmada porque primeiro José Félix Morgado terá de comunicar o abandono de funções na empresa de papel.

De acordo com informação recolhida pelo Observador, o CEO da Inapa foi assim o único dos quatro nomes que estavam em cima da mesa a ser colocado à discussão na assembleia geral. A existência de uma short-list de quatro potenciais candidatos para assumir a liderança do Montepio foi revelada pelo próprio presidente, Tomás Correia, quando confrontado com notícias que apontavam para a sua substituição por Fernando Teixeira dos Santos.

O antigo ministro das Finanças de José Sócrates era um dos quadro nomes que estavam a ser avaliados, adiantou em entrevista à SIC Notícias, o ainda presidente da Caixa Económica. No entanto, nem Teixeira dos Santos, nem os outros dois nomes (que não se conhecem) chegaram a ser apresentados para votação aos acionistas do Montepio na assembleia realizada esta semana. No caso do ex-governante, considerou-se que não reunia condições para passar porque estaria a ser encarado por alguns como uma escolha imposta ou defendida pelo Banco de Portugal.

O ex-ministro das Finanças terá sido informado desta situação ainda antes de se iniciar a assembleia geral do Montepio. O comunicado em que Teixeira dos Santos revela ter recusado o convite para presidir ao Montepio Geral foi divulgado no início da tarde de terça-feira, quase à mesma hora em que se iniciava a reunião magna da caixa económica.

O comunicado do banco emitido logo a seguir à assembleia anunciou a aprovação de alterações aos estatutos do banco, de forma a reforçar a independência da administração do banco em relação ao acionista, a associação mutualista. E assegurava que no início da próxima semana, seria anunciado o novo presidente, para suceder a Tomás Correia, que se mantém à frente do grupo Montepio.

Quem é o novo presidente do Montepio ?

José Félix Morgado assumiu a liderança da Inapa em 2007, mas antes fez carreira no setor financeiro, tendo passado pela Cisf, uma das primeiras sociedades financeiras que veio a dar origem a um banco de investimento depois de comprado pelo BCP. O gestor esteve vários anos no grupo BCP, tendo desempenhado funções na área seguradora, e passando pela administração da Oni, a operadora de telecomunicações criada pela EDP e pelo BCP. Abandonou o grupo BCP em 2007.

O seu nome, que está associado à recuperação da Inapa, chegou a ser considerado também numa short-list de potenciais candidatos a presidentes executivo para a REN (Redes Energéticas Nacionais), cargo que acabou por ser ocupado por Rodrigo Costa.

As mudanças na administração da Caixa Económica forem bem acolhidas pelo governador do Banco de Portugal, Carlos Costa que, no Parlamento, considerou que iam no sentido certo.