“O presidente da FIFA, o diretor de comunicação e o secretário-geral estão sentados no mesmo carro. Quem está a conduzir?… A polícia!”.

O escândalo de corrupção que abalou os alicerces da organização que superintende o futebol mundial ainda está bem fresco, mas há quem já faça piadas com o assunto. E não, desta vez não foi John Oliver, o humorista britânico e apresentador do Last Week Tonight, que tem dedicado longos minutos à saga da FIFA. Foi o próprio diretor de comunicação da organização, Walter De Gregorio, quem não resistiu em dar uma alfinetada a Joseph Blatter e a Jérôme Valcke, (ainda) presidente e secretário-geral da FIFA.

Em entrevista ao programa Schawinski, de um canal de televisão suíço, Gregorio decidiu gozar com a situação em que a FIFA se viu envolvida – a 27 de maio, sete altos dirigentes da organização foram detidos; Blatter conseguiu, mesmo assim, ganhar as eleições; alguns patrocinadores retiraram apoios, outros ameaçam fazê-lo também; o suíço demitiu-se, novas eleições estão a caminho e é possível que as detenções de altos-quadros da FIFA (Blatter incluído) não se fiquem por aqui. Ora, Gregorio decidiu fazer uma piada com o caos que tomou a FIFA e, por causa disso, dois dias depois, apresentou o pedido de demissão.

A piada de Walter de Gregorio no programa de televisão suíço. Em baixo, John Oliver, no Last Week Tonight, a cumprir a promessa que tinha feito caso Blatter se demitisse. Vale a pena ver.

https://youtu.be/fXyWCQeLxrc

De acordo com Martyn Ziegle, jornalista da Press Association, citado pela Business Insider, a demissão de Walter De Gregorio terá sido motivada pela anedota que contou aos microfones do programa de televisão suíço. Ainda assim, o secretário-geral da FIFA, Jérôme Valcke, veio a terreiro comentar a demissão do seu diretor de comunicação, revelando que De Gregorio vai continuar a trabalhar na organização como consultor até ao final do ano. E aproveitou para deixar palavras de agradecimento e de gratidão pelo trabalho desenvolvido pelo italiano.