O ferido grave do autocarro sinistrado na Via do Infante, Algarve, mantém-se internado no hospital de São José, em Lisboa, em estado crítico, mas estável, disse à agência Lusa uma fonte hospitalar.

De acordo com uma fonte hospitalar, o ferido, um homem de 63 anos, deu entrada na urgência de um dos hospitais do Centro Hospitalar Lisboa Central às 3h00.

“O ferido está internado na unidade de neuro-críticos do Hospital de São José. Está estável e vai ser submetido ainda esta manhã a uma cirurgia a um traumatismo facial”, adiantou a mesma fonte.

Um autocarro, da Frota Azul, capotou às 23:02 de quarta-feira, na A22 (Via do Infante),junto ao nó de Paderne, no sentido Faro-Portimão, causando a morte a três turistas holandeses.

O acidente provocou também 31 feridos, três dos quais em estado grave.

Um dos feridos foi transportado de helicóptero para o Hospital de São José, em Lisboa, enquanto os outros foram transportados para o Hospital de Faro e para os Serviços de Urgência Básica (SUB) de Albufeira e Loulé.

O assessor do Centro Hospitalar do Algarve adiantou à Lusa que estão internados na unidade de Faro 11 feridos, três dos quais em estado crítico e oito em estado não critico, mas com gravidade.

Já na unidade de Portimão foram assistidos outros três feridos, enquanto os restantes que apresentavam ferimentos ligeiros foram observados nos centros de saúde de Albufeira e Loulé, sem precisar, no entanto, quantos.

O trânsito na A22 (Via do Infante) foi reaberto no sentido Portimão-Faro cerca das 03:00 de hoje, constatou a Lusa no local.

A Via do Infante foi cortada ao trânsito nos dois sentidos às 00:31 de hoje, na zona de Paderne, ao quilómetro 48,5, na sequência do acidente do autocarro que provocou também 31 feridos e que ocorreu às 23:02.

A operação montada pelas autoridades para assistência aos feridos do acidente ficaram terminadas cerca das 02:30, disse fonte oficial.