Abrir a embalagem, bombear o aplicador dentro do tubo para absorver mais produto, espalhar pelas pestanas, fechar e guardar. Confesse: não faz isto todas as manhãs? Talvez não saiba, mas este é um dos erros que praticamente todas as mulheres cometem.

A máscara de pestanas é, provavelmente, o produto de maquilhagem mais indispensável na nossa vida, mesmo nos visuais mais básicos do dia-a-dia. Já na antiguidade, as mulheres usavam receitas para potenciar o olhar e alongar os cílios. A diferença é que, hoje, existe uma enorme variedade de produtos, pincéis e fórmulas. E, graças a tanta diversidade, cometemos imensos erros que fazem com que acabemos por não tirar partido de todo o potencial desta pequena maravilha que são as máscaras de pestanas. Mas vamos a eles.

1. Bombear o pincel dentro do tubo

Que é como quem diz, fazer movimentos de “vai e vem” com o pincel para dentro e para fora, na tentativa de obter mais produto. Não só não o vai obter como, na verdade, vai envelhecer a máscara — está a empurrar o ar para dentro do tubo, o que vai fazer com que o produto seque mais rápido. Basta mergulhar o pincel uma vez e, ao invés de o empurrar até ao fundo, faça movimentos circulares para o aplicador absorver a quantidade certa produto.

2. Fazer movimentos errados

Alguma coisa não está bem se, quando aplica máscara, acaba com as pálpebras borradas, a zona por baixo dos olhos manchada ou as pestanas coladas. Dica: siga sempre a direção natural do crescimento dos cílios e, na linha superior, aplique a máscara da raiz para as pontas com movimentos em ziguezague. É este movimento que dá volume e curvatura. Pode ainda passar uma camada na parte de cima dos cílios para cobrir resíduos de sombra que tenham caído. Na linha inferior, use um bocado de papel higiénico dobrado atrás das pestanas para não transferir máscara para a pele. E para não borrar tudo, o ideal é fixar o olhar sempre em frente no momento da aplicação (e não em cima, como estamos habituadas a fazer).

3. Exagerar nas camadas de máscara

Decore esta regra: três camadas bastam. Se quer ter cílios dramáticos ou XXL, o mais fácil é usar pestanas postiças. Se, mesmo assim, prefere usar máscara para esse efeito, não é por aplicar quatro ou cinco camadas que o vai conseguir. Os pincéis influenciam bastante o resultado final, daí que existam diversos tipos de máscaras. O ideal será, então, usar uma máscara para o efeito que quer (dar volume, alongar, dar comprimento…). Ao aplicar camadas excessivas, o que vai acontecer é que vai ficar com pestanas efeito “patas de aranha” — todas coladas e com grumos.

4. Não usar revirador de pestanas ou usá-lo depois da máscara

O revirador de pestanas vai abrir olhos, aumentar o olhar e dar forma aos cílios. Daí que seja praticamente tão obrigatório quanto a máscara. Não tenha medo de o usar porque é simples: coloque o revirador na base das pestanas e pressione levemente durante alguns segundos. Depois, passe para a ponta e repita o processo. E isto tudo antes de se aplicar a máscara, caso contrário, as pestanas podem colar-se umas às outras, ficar com uma curvatura exagerada e, em última análise, partirem-se.

5. Não aplicar máscara por cima das pestanas postiças

Basicamente, a máscara vai fazer com que os cílios postiços se fundam com os naturais. Ao não aplicar uma camada de máscara, o resultado pode acabar por ser artificial e desproporcional (como serem percetíveis duas linhas de pestanas).

6. Usar máscara fora de prazo

Se está a fazer tudo certo e, mesmo assim, as suas pestanas ficam coladas ou com grumos, o mais provável é estar a usar uma máscara que, simplesmente, já está velha e estragada. O tempo de vida deste produto é muito pequeno, qualquer coisa como três meses, para quem o usa diariamente. E, embora possa ser prolongada, dificilmente uma máscara com mais de seis meses vai estar em boas condições de ser usada. Já para não falar dos riscos de infeções.

7. Usar máscaras waterproof diariamente

As máscaras que são à prova de água raramente conseguem curvatura ou volume como as específicas para esse efeito. No dia-a-dia, use uma máscara que defina os cílios e deixe as de efeito waterproof para os dias de praia.

8. Puxar as pestanas em caso de desastres

Se ficar com as pestanas coladas ou com grumos, a última coisa que deve fazer é puxá-las para tentar retirá-los. Com os dedos nunca, nem de forma suave. O ideal será passar um pincel chanfrado (e se não sabe o que é, veja aqui), da raiz até às pontas, retirando o excesso de máscara (e antes desta secar, claro).