O presidente do Conselho de Administração da RTP, Gonçalo Reis, afirmou nesta quinta-feira à Lusa que a assinatura do novo Acordo de Empresa (AE), que decorreu esta tarde, representa um “dia feliz” e traduz uma “empresa pacificada e normalizada”. O novo AE da RTP foi aprovado na quarta-feira por maioria em plenário de trabalhadores e hoje assinado entre a administração e os oito sindicatos representativos da empresa.

A assinatura do novo AE “traduz uma empresa pacificada, normalizada” e “é muito importante ver que a RTP resolve os seus temas internos”, disse o gestor. Gonçalo Reis destacou a assinatura do AE com todos os sindicatos da RTP, o que é algo inédito. “Dá-nos uma plataforma de estabilidade” e esta “é uma base a partir da qual vamos continuar a trabalhar” com os sindicatos e os trabalhadores, acrescentou.

Gonçalo Reis reafirmou hoje perante os sindicatos o “compromisso de trabalhar na gestão de talentos, no desenvolvimento de carreiras e de desempenho”. No dia 10 de julho, as estruturas sindicais da rádio e televisão pública anunciaram que tinham chegado a acordo com a administração da empresa para uma nova convenção coletiva de trabalho. O novo AE foi assinado pelos oito sindicatos da RTP – FE/ FETESE-SITESE / SICOMP / SINTTAV / SITIC / SJ/ SMAV/ STT – e a administração.

“Após 64 reuniões, 190 horas de negociação, duas administrações, dois ministros e três diretoras de recursos humanos”, os sindicatos chegaram a acordo na semana passada para uma nova convenção coletiva de trabalho que as estruturas sindicais consideram defender os interesses dos trabalhadores da RTP e da empresa, segundo comunicado divulgado a 10 de julho.