A agência de notação financeira Fitch melhorou nesta terça-feira o rating da Grécia para CCC, em um nível, por considerar que o risco de incumprimento baixou no seguimento do acordo alcançado na semana passada com os credores internacionais. O acordo para o enquadramento para um terceiro resgate financeiro “reduziu o risco de a Grécia entrar em incumprimento com as suas obrigações para com o setor privado”, lê-se na nota da agência de rating.

O parlamento grego aprovou a 14 de agosto, por maioria, o acordo sobre o terceiro plano de resgate, após um debate que se prolongou durante toda a noite. A votação ocorreu de manhã, depois de o primeiro-ministro, Alexis Tsipras, ter apelado à aprovação do acordo “para garantir a capacidade do país para sobreviver e continuar a lutar”. O texto obteve luz verde com 222 votos a favor, 64 contra e 11 abstenções, segundo a agência France Presse.

As longas horas de debate sobre o plano de ajuda de 85 mil milhões de euros, o terceiro desde 2010, em troca de medidas de poupança drásticas, voltaram a evidenciar as dissidências no seio do partido governante Syriza.

A Comissão Europeia (CE) e o Banco Central Europeu (BCE) recordaram nesse dia que o acordo técnico firmado pelos credores internacionais com a Grécia para um terceiro resgate ao país está em linha com o acordado pelos chefes de Estado e de Governo da zona euro no passado dia 13 de julho. “Este acordo está em linha com a declaração da Cimeira de 13 de julho”, afirmaram ambas as instituições num comunicado conjunto.