Jorge Jesus exaltou-se esta sexta-feira depois de ter sido repetidamente questionado sobre André Carrillo. O treinador perguntou aos jornalistas se o Sporting vai defrontar o futebolista peruano ou o Boavista, na sexta jornada da I Liga.

“Sábado vou jogar contra quem? Contra o Carrillo? Só falam do Carrillo, não falam do Boavista. Se eu não dissesse que ele não estava convocado, agora estamos aqui a ‘partir pedra’ para quê? Para nada“, defendeu Jorge Jesus, depois de três perguntas consecutivas sobre o peruano.

À primeira questão sobre André Carrillo, na antevisão do encontro da sexta jornada da I Liga, Jorge Jesus elucidou que este não está convocado para o jogo de sábado com o Boavista, esclarecendo que, na sua qualidade de líder do balneário, deixou o extremo de fora das opções.

Confrontado pelos jornalistas com as declarações do empresário Elio Casareto, que pediu respeito pelo futebolista sul-americano, o técnico dos ‘leões’ disparou: “Só para termos cada vez mais a noção das coisas. Eu não vou responder ao empresário do Carrillo. Mas está a brincar? Alguma vez o treinador do Sporting vai responder ao empresário do Carrillo?“.

O internacional peruano, cujo contrato termina em junho de 2016 e ainda não chegou a acordo com o clube para renovar, ficou de fora nos últimos dois jogos dos ‘leões’, casos das receções aos russos do Lokomotiv Moscovo (1-3), para a Liga Europa, e ao Nacional (1-0), da I Liga.

Após o jogo com os madeirenses, Jorge Jesus assegurou concordar com a decisão do presidente do clube, Bruno de Carvalho, de manter Carrillo de fora das opções nos jogos do clube.

“Como treinador estou aqui para defender os interesses do Sporting. Todas as decisões do presidente em defesa do Sporting, estou 100% de acordo com ele. É uma decisão do presidente e tudo o que eu achar que é em prol dos interesses do Sporting estou 100% com ele”, disse Jorge Jesus à Sport TV no final do jogo com o Nacional.