A 27 de setembro de 2014, Amal trocava de apelido — de um difícil de pronunciar “Alamuddin” para um mais curto e conhecido “Clooney”. A advogada especializada em direitos humanos e o ator de Hollywood trocaram juras de amor em frente de uma elite de convidados, numa cerimónia íntima realizada em Veneza. Foi o fim de uma era, aquela em que George era tido como o eterno galã e cobiçado solteirão na indústria do cinema. Talvez pela fama dele, não demorou muito a que algumas revistas apontassem para o fim do casamento: a InTouch Weekly escrevia, quatros meses depois do enlace, que a união entre ambos estava perto do fim devido ao alegado comportamento mulherengo do ator e ao temperamento de “diva” de Amal.

Celebrity Fight Night In Italy Benefitting The Andrea Bocelli Foundation And The Muhammad Ali Parkinson Center

Andrew Goodman/Getty Images for Celebrity Fight Night

Apesar das palavras terem corrido o globo, nada ficou provado e o casal continuou a aparecer em público e, até, a fazer declarações de amor pouco discretas. Como daquela vez em que George subiu ao palco dos Globos de Ouro para receber o prémio Cecil B. DeMille, que reconhece uma contribuição destacada para o mundo do entretenimento, e aproveitou para elogiar a mulher: “Eu tive um bom ano. Oiçam: é uma coisa humilde quando encontramos alguém para amar — melhor ainda quando esperámos a vida inteira. E quando a vida inteira são 53 anos, Amal, seja qual for a alquimia que nos tenha juntado, eu não podia estar mais orgulhoso em ser o teu marido.”

Award, Celebrities, topics, topix, bestof, toppics, toppix, topics, topix, bestof, toppics, toppix,

Clooney a discursar nos Globos de Ouro / Paul Drinkwater/NBCUniversal via Getty Images

Amal Clooney é, por estes dias, presença constante nas revistas cor de rosa e, por isso, uma figura próxima do público em geral. Mas o cargo que desempenha faz dela mais do que uma mulher bonita ao lado de um ator famoso. Foi precisamente essa lógica de pensamento que fez com que o site norte-americano The Business Woman fosse um dos poucos meios a destacar o facto de ter sido Amal a casar e não George Clooney: “Advogada reconhecida internacionalmente casa-se com um ator”, lia-se à data.

A tendência, que teve a sua estreia com este site, tem sido repetida ao longo do tempo. Exemplo disso é a polémica criada pela Associated Press, quando a agência internacional referiu-se a Amal, numa notícia, como a “mulher do ator”. A situação gerou a discórdia nas redes sociais, com muitos utilizadores a sugerirem que a agência se autocorrigisse.

topics|topix|bestof|toppics|toppix|topics|topix|bestof|toppics|t,

Thanassis Stavrakis – Pool/Getty Images

Mas se a AP cometeu o erro de diminuir Amal à condição de esposa de alguém famoso, o mesmo não se pode dizer da imprensa britânica: em setembro do ano passado, Amal aparecia lado a lado com a rainha Isabel II numa lista publicada pelo Telegraph, onde constavam os nomes das 100 mulheres melhor relacionadas do Reino Unido. A lista foi compilada pela revista GQ, mas também pela Editorial Intelligence, e contemplava mulheres em diferentes áreas de empregabilidade, dos media à moda, mas também no universo do Direito.

A apresentadora norte-americana Barbara Walters terá pensado de forma semelhante quando elegeu Amal a “pessoa mais fascinante do ano”, em dezembro de 2014. A advogada passou, então, a figurar numa lista que incluía nomes de destaque mundial — como Hillary Clinton, Steve Jobs, Nelson Mandela e Madre Teresa de Calcutá —, associada ao programa anual 10 Most Fascinating People (“10 Pessoas mais fascinantes”, em português).

VERTICAL|COUPLE|ACTOR|LAWYER|FULL-LENGTH|CEREMONY|WEDDING|HAT|CI, WEDDING|HAND, IN, HAND|ATTITUDE|WIFE,

Pierre Teyssot/AFP/Getty Images

Não é só, porém, o estatuto profissional de Amal que ajuda à sua ascensão. Para tal também contribuiu, e muito, o estilo que com a advogada sai à rua e com o qual é, muito a propósito, frequentemente fotografada — por esse motivo, a Harper’s Bazaar compilou os melhores looks de Amal, também por altura do primeiro ano de casamento da dupla — o primeiro dela e o segundo de Clooney, que no passado esteve casado cerca de quatro anos com Talia Balsam.

A julgar pela forma como as coisas têm corrido — e apesar da confusão gerada pelas obras que decorrem na mansão do casal, em Inglaterra –, este será mesmo o casamento de sonho que só se vê nos contos de fadas, palavras do site Eonline.