Quatro meses depois, o casamento de sonho protagonizado por George Clooney e Amal Alamuddin pode ter chegado ao fim. Pelo menos é o que diz a história que faz capa na nova edição da revista norte-americana InTouch Weekly, que chegou às bancas daquele país na terça-feira (27 de janeiro). A publicação aborda o alegado comportamento mulherengo do ator, o temperamento de “diva” da advogada de direitos humanos, que alegadamente tem problemas com os amigos de Hollywood do marido, entre outros temas de uma vida a dois.

Intouch

Capa da revista InTouch, imagem retirada do Facebook oficial da publicação

Citando uma fonte anónima, a revista dá como certo o rumor que aponta no sentido do divórcio. A fonte alega que, apesar de as demonstrações públicas de afeto de ambos, nos bastidores o casal discute com frequência. Com o título “Como tudo correu mal em quatro meses”, a InTouch diz ainda ter ouvido uma advogada, amiga de Amal, que garante que esta tenta controlar todos os passos do marido, desde o que ele veste às suas decisões profissionais.

“Devido à instabilidade dele com as mulheres nos últimos anos, incluindo uma complicada separação no primeiro casamento e a curta longevidade dos relacionamentos anteriores, Amal não se sente segura”, diz a advogada, citada pela brasileira Época. Caso os rumores se tornem realidade, George Clooney poderá estar perante um divórcio dispendioso. A InTouch diz que a separação está avaliada em 220 milhões de dólares (cerca de 195 milhões de euros).

O artigo parece contrariar o discurso de Clooney nos Globos de Ouro, quando foi agraciado com o prémio Cecil B. DeMille, que reconhece uma contribuição destacada para o mundo do entretenimento. À data, o ator aproveitou a ocasião para falar sobre como descobriu o amor na companhia da mulher: “Eu tive um bom ano. Oiçam: é uma coisa humilde quando encontramos alguém para amar — melhor ainda quando esperámos a vida inteira. E quando a vida inteira é 53 anos, Amal, seja qual for a alquimia que nos tenha juntado, eu não podia estar mais orgulhoso em ser o teu marido”.

Acrescente-se que a InTouch já antes fez capas polémicas. Uma das mais recentes foi até considerada “ofensiva”, tal como explica o Entertainment Tonight. A edição mostra um Bruce Jenner de 65 anos, ex-atleta olímpico e padrasto de Kim Kardashian, a usar maquilhagem e roupa de mulher — a imagem que gerou muita controvérsia não era real. No título lia-se: “A história de Bruce: A minha como uma mulher”.

Sem confirmações oficiais da parte da dupla que se casou no final de setembro, numa cerimónia regada de luxos e seguida atenciosamente pela imprensa internacional, tudo não parece não passar de novos rumores.