Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

O Twitter belga foi literalmente invadido por gatinhos, no domingo à tarde, depois de a polícia belga ter pedido a todos os cidadãos que permanecessem em casa, por razões de segurança, e que não divulgassem detalhes sobre a operação a decorrer em Bruxelas, num fim de semana que esteve sob alerta máximo de segurança.

A polícia, à procura dos suspeitos dos atentados de Paris, pediu silêncio a todos os meios de comunicação, para que os suspeitos ficassem “às escuras”, sem informações sobre o que aquilo que estava a acontecer. A população belga decidiu também reagir, em massa, através da partilha de vídeos e de fotos de gatos, numa tentativa de confundir os terroristas nas redes sociais e não partilhar localizações e pormenores que pudessem auxiliar e dar pistas aos terroristas.

As autoridades oficiais agradeceram, depois, a resposta positiva de todos os cidadãos e da imprensa ao pedido da polícia.

Ao invés de alimentar informação ou especulação sobre o que estaria a acontecer em Bruxelas, a hashtag #BrusselsLockdon acabou por ser partilhada consecutivamente, com humor.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR