É certo que existe um fenómeno de amor-ódio por Gwyneth Paltrow, ela que já foi considerada a celebridade mais odiada de Hollywood e acusada de estar a fazer “turismo de pobreza” quando, em abril deste ano, tentou viver à base de senhas alimentares durante uma semana (a escolha dos alimentos foi duramente criticada por fãs e até pela imprensa internacional). Por isto e mais — não nos esqueçamos, esta é a atriz que incentivou as suas leitoras a vaporizar a vagina –, Paltrow repensou a lista de Natal que todos os anos publica no site Goop, diz o Huffington Post.

Talvez a pensar nas muitas vezes que viu dedos apontados na sua direção, em 2015 a atriz escolheu criar uma lista com o seguinte nome: “Presentes ridículos (e espetaculares)”. Dito e feito. Uma viagem à página que leva a assinatura da atriz é um passeio virtual por propostas inusitadas, caras e… simplesmente estranhas. Para exemplificar, em fotogaleria estão sete presentes, desde os “sinos modernos” para chamar as pessoas para a mesa, por altura das refeições, à secular bola vintage anexada a uma corrente, daquelas que facilmente se visualizam nas pernas de prisioneiros.