O Banco de Portugal vai pagar 250 mil euros ao ex-secretário de Estado dos Transportes Sérgio Monteiro pelos 12 meses que terá para vender o Novo Banco, depois de uma primeira falha na tentativa de venda do banco, avança o jornal Público.

Sérgio Monteiro, que deixou a secretaria de Estado dos Transportes e Comunicações após as eleições de 4 de outubro, foi contratado pelo Banco de Portugal para gerir o processo de venda do Novo Banco no Fundo de Resolução.

Para isso, Sérgio Monteiro tem 12 meses e receberá 250 mil euros brutos, o equivalente ao que recebia no banco de investimento da Caixa Geral de Depósitos, onde é quadro, o Caixa BI, ficando as contribuições para a Segurança Social a cargo do Fundo de Resolução, que é o empregador direto de Sérgio Monteiro. Estas responsabilidades também eram assumidas pela Caixa BI.

A notícia dos valores mensais avançada pelo Público foi confirmada pelo Observador, e foi possível apurar que o Banco de Portugal fez uma proposta mais elevada inicialmente, mas o ex-governante optou por receber o mesmo rendimento que receberia no Caixa BI.