Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

“Eu penso que isto é tudo um grande mal-entendido. Inicialmente queria informá-lo [a Valbuena] de uma história que existia sobre ele, e ajudá-lo”. Esta terá sido uma das explicações dadas por Karim Benzema à juíza Nathalie Boutard, que o interrogou a 5 de novembro sobre o caso de chantagem ao seu compatriota Mathieu Valbuena, no qual pode ser cúmplice. O interrogatório foi revelado na íntegra pelo jornal francês Le Monde, esta quarta-feira.

No interrogatório, o avançado francês do Real Madrid terá dito ainda que Karim Zenati, envolvido na tentativa de extorsão ao seu compatriota e futebolista do Lyon, “é como um irmão” para si, acrescentando que trabalha para a sua empresa, e que contacta regularmente com o seu agente, Karim Djaziri.

O companheiro de Ronaldo no clube merengue não terá conseguido explicar, no entanto, o porquê de ter dito que viu o vídeo de Valbuena a praticar sexo, com o qual o jogador do Lyon foi chantageado. Isto porque Benzema alega agora nunca ter visto o vídeo, e ter tomado conhecimento dele apenas através de um amigo de Karim Zenati, que o tinha em sua posse. O que contradiz o que disse ao jogador do Lyon através do telefone.

Ainda esta quarta-feira, Karim Benzema deu uma entrevista à estação francesa TF1 onde falou do caso de chantagem a Mathieu Valbuena, em que esteve envolvido e do qual poderá ter sido cúmplice. A entrevista será transmitida na noite desta quarta-feira, mas no primeiro excerto, que já pode ser visto, Benzema diz:

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Espero que tudo acabe bem, que toda a gente fique bem. Mathieu [Valbuena], eu e o meu amigo [que chantageou Valbuena]. E [espero] que todos possamos voltar à seleção francesa para ganhar o Europeu

As declarações surgem após o primeiro-ministro francês Manuel Valls ter dito, esta terça-feira, que, em sua opinião, Karim Benzema não tem lugar na seleção dos “bleus”. “Um grande atleta deveria ser exemplar. Se não for, não tem lugar na equipa francesa”, afirmou Valls, em declarações citadas pela BBC.

Karim Benzema já terá admitido às autoridades francesas o seu envolvimento na tentativa de extorsão a Mathieu Valbuena, feita por um amigo do avançado do Real Madrid. Segundo a rádio francesa Europe 1, Benzema terá abordado Valbuena, alertando-lhe para a existência do vídeo e pedindo-lhe que se encontrasse pessoalmente com a pessoa que o tinha em sua posse, e que tentou extorquir o jogador.

Valbuena já comentara o assunto, numa entrevista ao jornal francês Le Monde, onde disse que o caso representava uma “falta de respeito”, e que o próprio não faria isto “nem ao meu [seu] maior inimigo”.

Na última convocatória da seleção francesa de futebol, Valbuena e Benzema ficaram ambos fora dos eleitos de Didier Deschamps. O selecionador francês justificou as ausências, dizendo que Benzema havia ficado de fora por estar lesionado, e que Valbuena não estava nas “melhores condições psicológicas” para ser convocado. “O assunto está nas mãos da justiça”, acrescentou Deschamps.