O presidente francês, François Hollande, fez hoje uma visita surpresa à grande mesquita de Paris, um ano após os ataques jihadistas na capital francesa.

“O presidente teve um momento de troca, convívio e fraternidade durante o chá”, disse um oficial da presidência francesa.

Mais cedo, Hollande participou num evento discreto para marcar um ano desde que 1,5 milhões de pessoas se concentraram no centro de Paris, numa demonstração de protesto aos tiroteios no jornal Charlie Hebdo e a um supermercado judeu na capital francesa.

As mesquitas de toda a França abriram este fim de semana as portas ao público numa tentativa da comunidade muçulmana de construir pontes com a restante comunidade, na sequência de uma série de ataques jihadistas que atingiram a França em 2015.