Mais parece um cenário de guerra, mas é a operação de captura do barão da droga Joaquin “El Chapo” Guzman, que estava a monte há seis meses depois de escapar de uma prisão de alta segurança.

No México, 17 elementos das forças de elite entraram numa residência e imediatamente deu-se início a um tiroteio envolvendo os guardas do traficante, sendo que cinco deles acabaram mortos e dois homens e duas mulheres detidos. Todo o que aconteceu foi filmado através das câmaras instaladas nos capacetes dos militares:

Mesmo assim El Chapo quase conseguia escapar novamente e a operação esteve quase a ir por água abaixo. É que, depois da saraivada de tiros, não havia sinal do fugitivo. Os militares revistaram de uma ponta a outra a casa e encontraram um túnel atrás de um espelho que tinha ligação ao sistema de esgotos da cidade.

Bullet holes on a wall in the house where five alleged gang members were killed in the military operation which resulted in the recapture of Joaquin "El Chapo" Guzman, in Los Mochis city, Sinaloa State, Mexico on January 11, 2016. Mexican marines recaptured fugitive drug kingpin Joaquin "El Chapo" Guzman on January 8 in the northwest of the country, six months after his spectacular prison break embarrassed authorities. AFP PHOTO/HECTOR GUERRERO / AFP / HECTOR GUERRERO (Photo credit should read HECTOR GUERRERO/AFP/Getty Images)

A casa onde decorreu a operação ficou cravejada de balas. (HECTOR GUERRERO/AFP/Getty Images)

Tal como tinha feito na prisão de onde escapou, Guzman utilizou este túnel para fugir, mas acabou por ser apanhado, momentos depois de roubar dois carros, pela polícia federal numa autoestrada.