Há vários anos que os mais fãs mais incondicionais (e nostálgicos) da série “Friends”, que terminou em 2004, esperavam que Rachel (Jennifer Aniston), Monica (Courteney Cox), Phoebe (Lisa Kudrow), Joey (Matt LeBlanc), Chandler (Matthew Perry) e Ross (David Schwimmer) se voltassem a reunir.

A boa notícia é que isso está previsto para o final deste mês, num programa que será gravado e irá para o ar na NBC (estação em que a série foi transmitida) a 21 de fevereiro. A má é que a estação pode não conseguir juntar os seis atores no mesmo espaço, pelo que no encontro poderão não estar todos os membros do elenco (pelo menos presencialmente).

Quem confirmou essa dificuldade foi o administrador da NBC, Robert Greenblatt, na conferência de imprensa da Associação de Críticos de Televisão norte-americana, em Pasadena (Califórnia), esta quarta-feira. A mesma conferência de imprensa em que o anúncio da reunião foi feito.

“Espero ter os seis na mesma sala, ao mesmo tempo; [mas] não sei se será possível em termos logísticos”, disse, em declarações citadas pela Entertainment Weekly

A reunião, que ocorrerá quer a NBC consiga reunir os seis atores quer não o consiga, está agendada. Durará duas horas, será em Los Angeles e foi marcada como tributo ao veterano realizador de séries televisivas James Burrows, que dirigiu 15 dos 236 episódios de Friends. Na sua longa carreira (iniciada há quatro décadas), o realizador atingiu no passado mês de novembro a marca de 1000 episódios transmitidos na televisão.

Durante os dez anos em que a série foi transmitida (de 1994 a 2004) a popularidade foi sempre significativa: muitos garantem mesmo que a série marcou uma geração de pessoas (sobretudo jovens norte-americanos). Mesmo tendo terminado há cerca de 12 anos, Friends continua a ser recordada como uma das mais importantes séries televisivas das últimas décadas: o que levou a Netflix, por exemplo, a começar a transmiti-la em 2015.