Que a Apple vende smartphones, portáteis, computadores, tablets e até relógios como pãezinhos quentes, não é novidade para ninguém. A empresa terminou o exercício fiscal de 2015 com um lucro superior a 54 mil milhões de dólares — mais de 49 mil milhões de euros –, tornando-se na empresa privada mais rentável do mundo. O anterior recorde (45, 22 mil milhões de dólares, qualquer coisa como 41,63 mil milhões de euros) era da petrolífera Exxon Mobil.

Mas quanto recebem os seus quadros de topo e o próprio CEO, Tim Cook. A folha de pagamentos anual da Apple foi divulgada na última quinta-feira. E a verdade é que Cook nem é o mais bem pago — o que é diferente de dizer que não é quem mais recebe com a empresa; as acções em bolsa dão-lhe um quinhão extra e não é pouco.

Vamos então aos pagamentos na Apple. Tim Cook recebeu 10,3 milhões de dólares (9,4 milhões de euros) em 2015. O salário base do CEO é de 2 milhões de dólares, mais 8 milhões em incentivos. Mas Cook recebeu ainda 280 mil dólares em outros pagamentos, entre eles mais de 53 mil dólares em despesas de férias e quase 16 mil dólares em 401(k), o plano privado de reforma. Tim Cook tinha recebido 9,2 milhões de dólares em 2014.

E quem recebem mais em ordenados do que Tim Cook? Desde logo, o CFO Luca Maestri, a responsável pelo retail Angela Ahrendts, Bruce Sewell do Conselho Geral e os product chiefs Dan Riccio e Eddy Cue. Cada um deles levou para casa, mais dólar menos dólar, 25 milhões de dólares (23 milhões de euros) em 2015. Os ordenados rondam o milhão de dólares, mas todos receberam 20 milhões em stock awards e incentivos de 4 milhões de dólares. À excepção de Ahrendts, todos receberam mais em 2015 do que em 2014. Nesse ano, o anterior alto quadro da Burberry recebeu 73,4 milhões de dólares.

Contudo, e voltado a Tim Cook, o real money  deste está nas ações da Apple em bolsa. Quando chegou a CEO, em 2011, substituindo Steve Jobs, Cook recebeu 378 milhões de dólares (348 milhões de euros) em acções. A valorização da empresa em bolsa fez o valor ascender e muito em 2015.