É uma nuvem. Tem um “formato interessante”, mas não passa disso mesmo. De um monte de aspeto aveludado com milhões e milhões de pequenas gotas de água. “A ciência facilmente explica o que ali está”. É com este pragmatismo que Rogério Pacheco fala do fenómeno viral que é a “Mão de Deus”, o nome que os internautas deram à fotografia que o madeirense tirou de uma nuvem iluminada pelos raios do sol a pôr-se.

Embora só agora tenha conseguido um lugar ao sol no estrelato da fotografia celeste, Rogério Pacheco já foi muito longe na caminhada pela fotografia. Começou nas máquinas de rolo há 15 anos. Hoje as técnicas mudaram, o olhar é que não. Fixa-se no céu: “Gosto de meteorologia e astronomia, por isso o céu é sempre motivo de interesse para quem também gosta de fotografia. Pelas nuvens, pelos eventos meteorológicos. Mas se o tempo for bom, a astronomia tem o seu lugar”, explica ele ao Observador.

Quando olhou para as cores vibrantes que davam cor àquela nuvem revoltada sabia que a tinha de fotografar. Mas simplesmente porque a paisagem era embelezada pelos tons quentes. Nada mais que isso: “Em termos meteorológicos, não é assim tão especial. É até mais ou menos normal, uma nuvem altostratus”, escreve o madeirense com os termos naturais de quem conhece bem o céu.

Por isso, nunca imaginou que protagonizaria mais um momento viral das redes sociais. Diz que chegou a ver outras nuvens, outras cores mais interessantes que esta. “Não é a imagem que mais me impressionou”, admite sem conseguir escolher uma favorita. É que cruzou-se com tantas nuvens ao longo da vida, “cada uma com a sua história” que se torna difícil paralisar numa só.

O que tem esta de especial? “Há pessoas que veem aqui algo religioso e espiritural”, considera Rogério, e isso também contribui para que a imagem se tivesse espalhado na Internet como um vírus. O sucesso da imagem também lhe valeu algumas críticas, porque vieram à tona os atritos de quem não entende o nome “Mão de Deus”. Mas insiste que não foi ele que batizou a nuvem.

Pode ver mais imagens impressionantes do céu de Rogério Pacheco na fotogaleria. E encontrar mais no mural Navegador Mensal.