Desde os anos 20 que, em Londres, se começaram a pendurar caixas nas varandas dos prédios com bebés lá dentro. A ideia tinha sido dada por Luther Emmett num livro publicada em 1884 chamado “O Cuidado e a Alimentação de um Bebé”: o pediatra defendia que os bebés tinham de estar em contacto com a natureza em estado puro para “purificarem o sangue”. Como é que isso podia acontecer numa metrópole gigante? Simulando uma varanda. E foi por isso que as amas penduraram estes cestos nas janelas mais altas dos prédios que não tinham jardim.

Se agora todos trememos ao imaginar estes bebés suspensos a vários metros de altura, na altura as preocupações não eram menores. Mas a ideia de que as crianças precisavam de ar fresco perdurava, por isso muitos aderiram à proposta do médico. Esta é apenas uma das invenções que hoje chamamos de disparatadas, mas que antigamente pareciam prontas a vingar. Algumas não correram bem (como a bicicleta com 12 foguetes na traseira que explodiu), enquanto outras foram de facto usadas.

Conheça algumas dessas invenções na fotogaleria.