O ministro dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva, disse este domingo à Lusa que o PS “está empenhado em cumprir integralmente” o programa de Governo aprovado pelo parlamento e também em conquistar “um novo mandato” em 2019.

“Do lado do PS, estamos não só empenhados em desenvolver este mandato, de forma a cumprir integralmente o programa do Governo aprovado pelo parlamento, como estamos empenhados em cumprir um novo mandato, assim o eleitorado nos de a confiança necessária”, declarou à Lusa, no final de uma visita oficial à Argélia.

Santos Silva comentava assim as declarações da candidata à liderança do CDS-PP, Assunção Cristas, que em entrevista publicada hoje no jornal ‘Público’ assumiu a possibilidade de o CDS-PP formar um governo com PSD e PS, mas sem António Costa.

“Compreendo todas as declarações que a deputada Assunção Cristas entenda fazer. Mas há um Governo constituído em Portugal, que tem um programa que é claro, tem um apoio parlamentar maioritário que também é claro, e esse apoio é desenvolvido no horizonte da legislatura”, sublinhou o ministro socialista.

Santos Silva acrescentou que “em 2019, em função dos resultados das eleições que decorrerão então, logo se verá como se constituirá o novo Governo”.

Questionado também sobre as declarações de Assunção Cristas, o ex-primeiro-ministro Pedro Passos Coelho afirmou hoje que “o PSD estará preparado para governar” e recusou “especular” sobre “qualquer solução que esteja relacionada com alguma crise que seja suscitada pelo facto de os partidos da maioria não se entenderam”.