A procuradoria federal belga identificou esta segunda-feira um novo suspeito de ter participado nos atentados terroristas de Paris, em novembro de 2015, e que era conhecido sob um nome falso. O presumível cúmplice foi identificado como Najim Laachraoui, de 24 anos, mais conhecido pelo nome falso de Sufiane Kayal.

O suspeito, que foi identificado através do ADN encontrado em casas usadas pelo Daesh, continua em fuga.

“As investigações revelaram que Sufiane Kayal pode ser identificado como Najim Laachraui, nascido a 18 de maio de 1991 e que viajou para a Síria em fevereiro de 2013”, afirmou num comunicado a procuradoria federal belga.

Laachraui é suspeito de ter estado em contacto telefónico com membros do comando terrorista na noite de 13 de novembro.

A identificação de Laachraui foi feita após a captura, na sexta-feira, de Salah Abdeslam, em Bruxelas, após mais de quatro meses em fuga. Abdeslam foi já formalmente acusado de homicídios terroristas e de participação em atividades organização terrorista.

Os atentados de 13 de novembro em Paris, reivindicados pelo grupo extremista Daesh, fizeram 130 mortos e mais de 300 feridos.