758kWh poupados com a
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Reduza a sua pegada ecológica.
Saiba mais

Bruce Springsteen cancela concerto em protesto pela discriminação LGBT

Este artigo tem mais de 5 anos

O cantor junta-se a várias empresas que estão a boicotar a Carolina do Norte depois de este estado ter aprovado leis contra os direitos da comunidade LGBT.

i

Jamie McCarthy

Jamie McCarthy

“Algumas coisas são mais importantes que um espetáculo de rock e esta luta contra o preconceito e intolerância – que decorrem no momento em que estou a escrever – é uma dessas coisas. Esta é a forma mais forte que tenho para fazer com que a minha voz seja ouvida como oposição àqueles que nos querem empurrar para trás em vez de avançarmos”.

Foi assim que Bruce Springsteen explicou o cancelamento do seu concerto na Carolina do Norte, estado que impediu as suas cidades de aprovarem as suas próprias leis anti-discriminação de homossexuais e transgénero.

Tal como Bruce Springsteen que cancelou o concerto que daria no domingo em Greensboro, Carolina do Norte, também o Paypal, empresa de pagamentos online, cancelou a abertura de um novo centro de operações em Charlotte, uma cidade localizada também neste estado. “Ser patrão na Carolina do Norte, onde as nossas equipas não têm direitos iguais, segundo a lei, é impossível”, disse o Dan Schulman, CEO da empresa.

A lei aprovada a nível estadual faz com que seja o Estado a ter a última palavra nas várias regras de anti-discriminação, não permitindo que as cidades criem novas regras para proteger certas comunidades, como a comunidade LGBT. Esta regra foi aprovada a nível estadual, depois de a cidade de Charlotte aprovar uma lei que permitia às pessoas transexuais que se dirigissem às casas de banho de acordo com o género com que se identificam. A lei estadual veio revogar esta lei e obriga a que os transexuais se dirijam às casas de banho públicas de acordo com o seu género biológico.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Ofereça este artigo a um amigo

Enquanto assinante, tem para partilhar este mês.

A enviar artigo...

Artigo oferecido com sucesso

Ainda tem para partilhar este mês.

O seu amigo vai receber, nos próximos minutos, um e-mail com uma ligação para ler este artigo gratuitamente.

Ofereça artigos por mês ao ser assinante do Observador

Partilhe os seus artigos preferidos com os seus amigos.
Quem recebe só precisa de iniciar a sessão na conta Observador e poderá ler o artigo, mesmo que não seja assinante.

Este artigo foi-lhe oferecido pelo nosso assinante . Assine o Observador hoje, e tenha acesso ilimitado a todo o nosso conteúdo. Veja aqui as suas opções.

Atingiu o limite de artigos que pode oferecer

Já ofereceu artigos este mês.
A partir de 1 de poderá oferecer mais artigos aos seus amigos.

Aconteceu um erro

Por favor tente mais tarde.

Atenção

Para ler este artigo grátis, registe-se gratuitamente no Observador com o mesmo email com o qual recebeu esta oferta.

Caso já tenha uma conta, faça login aqui.