O fundo Doyen Sports pediu à justiça portuguesa a penhora de bens do Sporting como forma de garantir o pagamento da dívida pelo caso do ex-jogador dos leões, Marcos Rojo.

A notícia foi dada pela Radio Renascença e o jornal Record já confirmou a informação. A Doyen pretende recuperar os 15 milhões de euros em dívida por parte da SAD do Sporting e como tal avançou com esta ação judicial. A UEFA já tinha aprovado um primeiro pedido do fundo para congelar todos os futuros prémios atribuídos ao Sporting na próxima temporada.

O clube de Alvalade já respondeu ao Tribunal da Relação de Lisboa e explica que não existe razão para uma nova penhora, visto que já existe a tal ação referente aos prémios da UEFA. Numa carta assinada pelo advogado José Carlos Oliveira, pode ler-se que “o eventual direito da Requerente já se encontra perfeitamente assegurado e garantido”.