Pela primeira vez na história da Met Gala, não foram os holofotes nem os flashes das câmaras que iluminaram a passadeira vermelha do Metropolitan Museum of Art, em Nova Iorque, na madrugada desta terça-feira. Os vestidos LED de Karolina Kurkova e Claire Danes, ao lado das escolhas metálicas de Kim Kardashian e Taylor Swift, deram uma nova luz à gala de beneficência — conhecida por ser um desfile improvisado que reúne vários atores de Hollywood e reconhecidos nomes do mundo da moda todos os anos.

Na edição de 2016, Manus x Machina: moda na era da tecnologia foi o tema cumprido com rigor em coordenados repletos de detalhes brilhantes, silhuetas espelhadas e acessórios prateados. Nicole Kidman seguiu uma das nossas sugestões e marcou presença na Met Gala de 2016 com um Alexander McQueen da última coleção de outono/inverno 2016-2017. O passaporte que precisava para conquistar o título de uma das mais bem vestidas da noite.

Já as convidadas Blake Lively e Zoe Saldana seguiram o mesmo exemplo e esbanjaram elegância em vestidos assinados por Burberry e Dolce & Gabbana, respetivamente. As longas caudas não só fizeram as delícias do público como ainda homenagearam o código de vestuário do evento que incentivava a conjugação de rendas e detalhes da alta costura com tecnologias recentes como o corte a laser, modelagem térmica e tricot circular num único coordenado. Zayn Malik e Gigi Hadid chegaram mesmo a vestir peças de metal para formarem um casal robot.

À semelhança dos anos anteriores, Beyoncé Knowles optou por um vestido em látex da cor da pele da casa Givenchy. A cantora que lançou recentemente o sexto álbum Lemonade decidiu ser fotografada na passadeira vermelha sem a companhia do marido Jay-Z (ao contrário do habitual) e deixou os fãs a questionarem se o casal continua com problemas matrimoniais. Quem mostrou apoio incondicional à irmã foi Solange Knowles que apareceu na passadeira vermelha da Met Gala 2016 com um vestido amarelo inspirado num… limão.

https://twitter.com/musicnews_shade/status/727300482650279936

Na lista das mais mal vestidas entra ainda Sarah Jessica Parker, a eterna Carrie Bradshaw, que quebrou o dress code ao usar umas calças no evento de beneficência. Pelo mesmo caminho foi a cantora Rita Ora que pisou a passadeira vermelha com um vestido de penas desenhado pela criadora Vera Wang e foi de imediato comparada a um espanador de pó.

https://twitter.com/smgzjm/status/727283200561700864?ref_src=twsrc%5Etfw

E o que dizer de Lupita Nyong’o? O penteado excêntrico usado pela atriz até pode desafiar as leis da gravidade mas nem assim Nyong’o conquistou um lugar nos melhores looks da noite. Há até quem já a compare à personagem Cindy Lou Who do filme Grinch.

https://twitter.com/BeLikeBrie/status/727296070791864321