O árbitro espanhol Jesús Tomillero Benavente, de 21 anos, o primeiro a assumir a sua homossexualidade em Espanha, afirmou que não conseguia aguentar mais os insultos por causa de sua orientação sexual. Por isso, anunciou no dia 10 de maio que ia afastar-se dos relvados por não suportar mais os insultos e a forma como todas as pessoas se riam dele.

“O pior não era os insultos. O pior era o público que se ria dessas ofensas. Isso era o que mais afetava”, declarou Jesús em entrevista ao jornal El Espanol. “Arbitrar é a minha grande paixão. Está a custar-me imenso”, afirmou.

Jesús mostrou no seu Twitter como sofreu várias ofensas homofóbicas durante um jogo entre o Portuense e o San Fernando Isleno, equipas juvenis de Cadiz, após a marcação de uma grande penalidade.

Jesús Tomillero afirma ser o primeiro árbitro homossexual assumido no futebol espanhol.