Não existem elixires da eterna juventude que garantam pele firme e radiante para toda a vida. Mas se compreendermos os fatores que geram o envelhecimento da pele – e até o aceleram – podemos tomar medidas para o atrasar. Desde logo, é importante conhecer o tipo de pele e usar os produtos adequados nos cuidados diários. Se tiver dúvidas, recorra ao teste Eucerin e, através da resposta a algumas questões simples, obtenha um diagnóstico sobre a sua pele.

São vários os fatores que determinam o envelhecimento da pele, e alguns não podem ser alterados. É o caso da passagem dos anos, que vai provocando alterações fisiológicas em todo o corpo. E a pele, que é o nosso maior órgão, espelha-o bem. Por volta dos 25 anos começam a surgir os primeiros sinais de envelhecimento, ainda que muito subtis. As rídulas, ou pés-de-galinha, aparecem em primeiro, dando depois lugar, com os anos, às rugas, secura, perda de volume e de densidade.

O que provoca o envelhecimento da pele?

Carga Genética – Este é o principal fator de envelhecimento da pele. Quando nascemos, os nossos genes já trazem a informação relativa ao número de anos que as células, previsivelmente, irão viver. Quando o processo de regeneração celular se altera, os sinais de envelhecimento toram-se mais visíveis.

Hormonas – Ao longo dos anos verifica-se uma diminuição das hormonas sexuais, como o estrogénio e a testosterona, e das hormonas do crescimento. Com este decréscimo acelera-se a deterioração da pele, sobretudo durante a menopausa e andropausa, altura em que a variação hormonal é responsável por alterações cutâneas significativas nas mulheres e homens.

Ambiente – Alguns fatores ambientais são determinantes para o aparecimento de rugas. A exposição solar é um dos principais, já que cerca de 80% do envelhecimento precoce da pele é consequência dos efeitos nocivos dos raios ultravioleta (UV). Além disso, também a presença em ambientes demasiado poluídos pode agravar o processo.

Estilo de vida – Alguns hábitos nocivos, como fumar, consumo de álcool ou poucas horas de sono, são igualmente “culpados” no que toca à aparência da pele.

A causa para a influência do ambiente e dos estilos de vida reside no processo designado por stress oxidativo e que consiste na libertação de determinadas moléculas – os chamados radicais livres – no corpo. Sabe-se que o ser humano envelhece devido à acumulação dos danos causados por estes radicais livres, os quais têm a capacidade de afetar as estruturas de todas as células, incluindo dos lipídios e proteínas. Em circunstâncias normais, os radicais livres são detetados e neutralizados pelos antioxidantes existentes na pele (moléculas com a capacidade de os absorver e bloquear) mas, com o passar do tempo, a capacidade que a pele tem de desativar os radicais livres começa a decrescer.

eucerinI

EUCERIN

Dicas para atrasar o envelhecimento da pele

Uma vez que o stress oxidativo é um dos principais responsáveis pelo envelhecimento cutâneo, é aqui que podemos mais facilmente atuar para prevenir:

Menos sol – Reduzir o tempo de exposição solar e proteger a pele sempre. Mesmo no inverno é conveniente usar um cuidado de rosto com fator de proteção UV (FPS 30 ou mais). Prestar atenção não só à pele do rosto, mas a todas as partes que estão expostas, como o pescoço, decote e braços.

Deixar de fumar – Reduzir as substâncias químicas que estão em contacto com a pele, nomeadamente a nicotina, irá certamente fazer diferença na saúde e aparência da pele.

Atenção à poluição – Evitar ambientes muito poluídos (fonte de radicais livres) é outra medida preventiva.

Dormir bem – A expressão “sono de beleza” é mesmo verdade. O número de horas adequado a cada pessoa é variável, mas considera-se que dormir uma média de oito horas por noite ajuda a evitar a formação de radicais livres e o aparecimento de rugas precoces.

Dieta saudável – Praticar uma alimentação rica em legumes e frutas é bom para a saúde em geral e até a pele beneficia. Desta forma, assegura-se a ingestão de antioxidantes que podem ajudar a limitar os efeitos nocivos dos radicais livres na pele. Entre os alimentos mais ricos em antioxidantes encontram-se as cenouras, damascos e outras frutas cor de laranja e amarelas, legumes, mirtilos, vegetais de folhas verdes, tomates, feijão e outras leguminosas, peixes (principalmente salmão) e nozes.

Beber água – A ingestão de água hidrata o organismo e facilita a eliminação de toxinas que contribuem para o envelhecimento cutâneo. Recomenda-se a ingestão de um litro e meio a dois litros de água por dia.

Cuidados diários – Cuidar da pele diariamente e com produtos adequados.

Rotina adequada de cuidados com a pele

É fundamental cuidar da pele com produtos adequados e desde a juventude. Uma vez que o processo de envelhecimento da pele começa por volta dos 25 anos de idade, há que prevenir e atuar o mais precocemente possível. Além da rotina diária de limpeza do rosto (é importante nunca dormir com maquilhagem), quando os sinais da idade começam a revelar-se é conveniente apostar num cuidado específico para peles maduras.

Pode optar por uma das soluções disponibilizadas pela Eucerin:

Hyaluron-Filler – Preenchimento de rugas com Ácido Hialurónico

Linha composta por creme de dia, creme de noite e contorno de olhos. Com a idade, o nível de Ácido Hialurónico presente na pele reduz, causando a formação de linhas de expressão e rugas mais profundas. Estes produtos são clinicamente testados, contendo uma combinação de cadeias curtas e longas de Ácido Hialurónico, bem como Saponina de Glicina, uma substância que contribui para o aumento da síntese do Ácido Hialurónico próprio da pele.

DermoDENSIFYER – Para combater a falta de densidade e elasticidade da pele

Linha da Eucerin que inclui creme de dia, creme de noite e contorno de olhos ou lábios. A sua fórmula integra uma elevada concentração de Arctiina para estimular a reparação de desgaste da pele frágil, combinando com Péptidos de Apiácea para acelerar a renovação celular. Desta forma, é redefinida a densidade e a elasticidade da pele.