Dark Mode 168kWh poupados com o Asset 1
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Reduza a sua pegada ecológica. Saiba mais

Logótipo da MEO Energia

"A Minha Casinha": a canção da seleção

Primeiro foi cantada por Milú e depois pelos Xutos & Pontapés. Este domingo foi entoada na final do Euro e esta segunda no Palácio de Belém. Conheça aqui a história da canção.

Já é a canção da seleção. “A Minha Casinha”, na versão dos Xutos & Pontapés, tem acompanhado a equipa nacional desde que Portugal venceu a final do Euro 2016, no Stade de France. A música foi cantada pela primeira vez por Milú no filme português “O Costa do Castelo”, de 1943, numa das cenas mais icónicas do filme de Arthur Duarte. A letra da canção era da autoria de Silva Tavares e a música de António Melo.

Para o álbum 88, da banda portuguesa Xutos & Pontapés, lançado em 1988, a banda gravou uma versão desta música de 1943.

A primeira vez que os Xutos tocaram a música terá sido no Rock Rendez Vous, um antigo clube onde tocavam bandas portuguesas, como os Mão Morte e os Mler Ife Dada, em Lisboa. Tim, o vocalista e baixista da banda, afirmou ao Jornal de Notícias que a banda usava “a canção para fechar os concertos, porque nos faltava repertório, mas também para nos divertirmos”.

A música tinha uma roupagem bem distinta da versão original. Em vez de um fado acompanhado por um arranjo de cordas, a versão dos Xutos & Pontapés é uma peça em que se ouvem baixos elétricos, sintetizadores, guitarras e bateria.

A letra original contém seis estrofes, todas elas diferentes. No entanto, a banda de Almada optou apenas por utilizar os primeiros versos da canção, fazendo pequenas alterações na ordem das palavras.

Sem Título

A canção tornou-se uma constante dos alinhamentos da banda durante as décadas seguintes — e o mínimo que se pode dizer, como se pode ver pelo vídeo abaixo, é que os fãs adoram.

A canção tem acompanhado a seleção: desde o Stade de France, como informa o nosso liveblog, até Lisboa, como se pode ver no vídeo abaixo. Ronaldo não é nenhuma Milú, mas consegue animar os adeptos que foram ver a seleção.

P.S.: Para os mais curiosos, fica a indicação de que “A minha Casinha” não é a canção oficial da seleção. Essa deveria ter sido “Portugal”, de Pedro Abrunhosa, mas não pegou. Veja-a (ou não) aqui:

Recomendamos

A página está a demorar muito tempo.