O Real Madrid conquistou esta terça-feira a Supertaça Europeia ao vencer o Sevilha por 3-2 após prolongamento. A equipa de Zidane não contou com Ronaldo nem Pepe. O Sevilha foi quem começou melhor com o primeiro golo a ser apontado por Marco Asensio, aos 21 minutos da primeira parte. O jovem espanhol rematou forte com o seu pé esquerdo e colocou a bola no angulo da baliza de Sergio Rico.

O golo do empate acontece perto do final da primeira parte, numa jogada em que a bola vai parar aos pés de
Franco Vazquez que, sem hesitação, coloca-a no fundo das redes.

O Sevilha conseguiu virar o jogo e aos 72 minutos de jogo Yevheniy Konoplyanka marcou de grande penalidade mas para infelicidade de Sampaoli, que fez a sua estreia em jogos oficias pela equipa da Andaluzia, os homens comandados por Zidane chegaram ao empate ao cair do pano com a ajuda de Sérgio Ramos, já nos descontos, levando o jogo para prolongamento.

Os 30 minutos adicionais não começaram da melhor maneira para o Sevilha com a expulsão por duplo amarelo de Kolodziejczak. Sérgio Ramos ainda colocou a bola na baliza aos 98 minutos mas o cabeceamento foi anulado pelo árbitro. O golo da vitória e da festa do adeptos madrilenos surge aos 119 minutos de jogo por Carvajal, dando assim a Supertaça Europeia, a terceira conquistada, ao Real Madrid.

Ronaldo e Pepe não marcaram presença no encontro, sendo que Daniel Carriço foi titular na equipa do Sevilha.