Até aqui mostrado apenas como protótipo, o inovador motor de combustão sem árvores de cames, também conhecido como FreeValve, acaba de ser dado a conhecer pelo seu criador, o fabricante de superdesportivos sueco Koenigsegg. Naquela que é a sua primeira aplicação prática, o inovador motor surgiu instalado no modelo chinês Qoros 3, no Salão Automóvel de Guangzhou, na China.

Pela primeira vez desde que deu a conhecer o seu trabalho neste domínio, a Koenigsegg divulgou igualmente os números relativos à nova tecnologia. Neste caso, referentes às prestações conseguidas no automóvel chinês, apresentado no certame oriental ainda como concept car e denominado Qamfree. Segundo o fabricante, o bloco onde está instalada a cabeça de motor com o inovador sistema possui 1, 6 litros de cilindrada e turbocompressor, mas sem as tradicionais árvores de cames, ou veios de excêntricos, destinados a abrir as válvulas, que posteriormente são fechadas por acção de uma mola helicoidal.

No caso concreto do novo motor desenvolvido pela FreeValve, empresa controlada pela Koenigsegg – têm ambas Christian von Koenigsegg como chairman e CEO, respectivamente –, anuncia uma potência de 232 cv, com 319 Nm de binário, números que, quando comparados com os do actual 1.6 Turbo convencional, que equipa o Qoros 3 em comercialização, são claramente superiores. No caso da potência, há uma subida de 47%, ao passo que, no binário, o aumento é de 45%. Já o consumo, pelo contrário, diminui 15%.

[jwplatform exOqqI4m]

Recorde-se que a cabeça do motor concebida pela FreeValve conta com actuadores pneumáticos/hidráulicos/eléctricos para abrir as válvulas (e molas de retracção para as fechar), além de um controlo electrónico para abertura das válvulas sem necessidade de um veio de excêntricos. Para além destes, foram igualmente dispensados os variadores de fase, as correntes ou correias de distribuição, os balanceiros (se o accionamento não fosse directo) e as “touches” (hidráulicas ou mecânicas, para absorver as folgas), melhorando a queima na câmara de combustão.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Anunciando uma redução no peso de cerca de 20 kg face a um qualquer motor de combustão correspondente, além de um menor volume, o motor com o sistema FreeValve garante um ganho considerável em termos de performance e eficiência energética. No capítulo da redução do consumo, a tecnologia desenvolvida pela Koenigsegg permite ainda e de forma mais fácil e económica, a desactivação automática de alguns cilindros (quando não é necessária muita potência), além da eliminação de várias outras peças e componentes, tais como o sistema de injecção directa de combustível, com os seus criadores a afirmarem que, com a solução FreeValve, se pode regressar à injecção indirecta de combustível (nas condutas de admissão e não na câmara), mais simples e mais económica. E, ainda assim, conseguir uma redução nas emissões de CO2.