Até dói. Este Bugatti é o carro de produção mais potente da história, mas o facto de ter 1500 cv não o levou só dos 0 aos 100 km/h em apenas 2,5 segundos. Em menos do que isso… foi parar à valeta.

A foto não deixa margem para dúvidas. Inicialmente divulgada no Facebook da GTboard, esta imagem mereceu uma particular atenção por parte da redacção da revista alemã Bild, que logo tratou de obter uma versão oficial da ocorrência. Afinal, não é todos os dias que se vê 2,4 milhões irem parar à valeta. E muito menos 1500 cv precisarem de ser levados quase ao “colinho” – entenda-se, puxados a reboque. Haverá, com certeza, formas mais airosas de sair do buraco. Não foi o caso, mas desconhecem-se mais detalhes.

Uma porta-voz da Bugatti, Manuela Hohne, limitou-se a confirmar o óbvio – sim, foi um “acidente”. Já sobre a causa deste aparato milionário, apenas adiantou que “infelizmente, o condutor estava um pouco distraído, o que fez com que o carro acabasse por cair numa valeta”. Felizmente, como ela própria sublinhou, “ninguém se feriu”.

Já a conta da oficina deve vir a doer. Não que os estragos tenham sido brutais – não parece. Mas basta que os danos tenham sido substanciais, para estarmos a falar, muito provavelmente, de um conserto mais caro que o preço de muitos dos bons desportivos que andam por aí. E dos novos, daqueles que ainda não se estrearam no fora da estrada.