Boas Festas

O “show” de Mariah Carey em Nova Iorque não correu (nada) bem

671

Um espetáculo que nasce torto dificilmente se endireita. E assim foi, no "show" de Mariah Carey na passagem de ano em Nova Iorque. Problemas técnicos com "playback" levaram a cantora a sair de palco.

Getty Images for TOSHIBA CORPORA

Um espetáculo que nasce torto dificilmente se endireita. E assim foi, no “show” de Mariah Carey na passagem de ano em Times Square, Nova Iorque. Problemas técnicos com o “playback” levaram a cantora a sair de palco, depois de pedir ao público para cantar em vez dela.

Veja as fotos da (tentativa de) espetáculo.

Theo Wargo/Getty Images

“Estou a tentar ser simpática aqui”, afirmou Mariah Carey enquanto fazia o possível para prosseguir com a coreografia. O microfone de Mariah Carey estava a funcionar perfeitamente — o problema é que não estava nos planos dar-lhe uso. A ideia era apenas mexer a boca em sintonia com a música, o chamado lip sync. Mas uma falha com esse sistema levou a cantora a recusar-se, numa primeira fase, a compensar os problemas com o “playback”, apenas trauteando levemente alguns tons.

“Eu também queria uma folga, posso ter uma?”, perguntou Mariah Carey enquanto se queixava de não conseguir ouvir a música de acompanhamento (pré-gravada). “Não conseguimos ouvir. Vou deixar o público cantar, pode ser?”

No final da primeira música, Mariah Carey afirmou, de forma sarcástica: “bem, isto foi… magnífico”. Depois veio outra música, We Belong Together, e os problemas continuaram. Rapidamente a estrela da música pop decidiu virar costas e partir para outra. “Isto não está a melhorar”, afirmou, antes de sair.

Milhões de pessoas estavam a ver, presencialmente e através da televisão, pelo que as piadas nas redes sociais não tardaram. Para um utilizador do Twitter, a última morte no mundo do espetáculo em 2016 foi… a carreira de Mariah Carey

A artista, contudo, não pareceu ficar muito afetada — pelo menos a julgar pelo que foi publicado no seu perfil do Twitter. “Shit Happens“, lamentou, desejando saúde a todos para 2017 e mostrando confiança de que continuará a ser notícia no novo ano.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: ecaetano@observador.pt
Cristianismo

O natal, os três reis magos e outras fantasias

Donizete Rodrigues
144

O mito dos três reis magos é apenas uma representação simbólica, um modelo explicativo de grande significado para reforçar a importância de Jesus como salvador e unificador de toda a humanidade

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)