A Samsung confirmou esta segunda-feira que os novos Galaxy A (2017), smartphones de gama média da marca, vão trazer mudanças que facilitam a vida dos utilizadores. O Galaxy A3, A5 e A7 vão agora ser equipados com uma porta USB-C, carregamento rápido, Always on Display – permite manter uma parte do ecrã sempre ligada com um consumo de energia reduzido – e resistência à água (IP 68).

Os Galaxy A são smartphones com um aspeto premium, mas com especificações técnicas e preços mais reduzidos, que apareceram no mercado em 2015 e receberam um upgrade em 2016. Este ano acontece o mesmo mas desta vez as melhorias vão além do aspeto e da capacidade de processamento. Os modelos de 2017 vão chegar ao mercado no final do mês de janeiro com uma entrada USB-C e com resistência à água, como acontece no S7, o modelo topo de gama da marca.

Esta é uma aposta forte da empresa sul-coreana que dá a entender que os próximos telemóveis da marca vão contar com a entrada USB-C em vez da mini USB, e parece que não vamos voltar a ter um smartphone sem o certificado IP 68, como aconteceu com o Galaxy S6.

Além destas mudanças, o A3 vai receber uma câmara de 12 megapixeis na traseira e 8 megapixeis à frente, enquanto que o A5 e A7 vão ter 16 megapixeis à frente e atrás e uma abertura de f/1.9. Os três modelos vão suportar o carregamento rápido e o Always on Display.

No exterior a Samsung vai continuar a apostar no metal e no vidro, oferecendo um aspeto semelhante ao que a marca apresenta na linha S. O A7 ainda não se sabe por quanto vai ser posto à venda mas o A3 e A5 vão custar 329 euros e 429 euros, respetivamente.

Depois dos problemas que o Galaxy Note 7 trouxe à Samsung, a marca parece estar a apostar em melhorar a gama média, ao mesmo tempo que oferece algumas pistas sobre o que se pode esperar encontrar no Galaxy S8 em fevereiro, mês em que deve ser apresentado ao público.