O Instagram lança esta quarta-feira duas medidas para ajudar os negócios “a desenharem a sua estratégia” na rede social. Durante as próximas semanas, as marcas que utilizarem o Instagram para se promoverem vão poder aceder a uma ferramenta com mais detalhes sobre o alcance das suas campanhas e vão poder incluir anúncios publicitários nas Stories, a funcionalidade mais recente que permite a publicação de imagens ou vídeos que desaparecem em 24 horas.

“Vamos dar mais dados às macas, para ajudá-las a entender como é que as suas campanhas estão a decorrer, dando-lhes acesso a métricas como impressões, alcance ou respostas. Queremos ajudar as marcas a entender como é que as pessoas estão a reagir [às campanhas]”, explicou ao Observador Amy Cole, responsável pelo desenvolvimento da marca Instagram.

A funcionalidade não tem custos acrescidos para as empresas que já compram espaço de publicidade na rede social e já está incluída na ferramenta que as marcas utilizam. Agora, vão poder filtrar os dados e escolher o espaço temporal que lhes interessa. “Esta ferramenta dá às marcas um entendimento muito maior de como as suas Stories estão a decorrer, de como trabalham o conteúdo, de como desenham a estratégia do conteúdo e de como podem construir relações mais fortes com a comunidade e audiência”, acrescentou Amy Cole.

Atualmente, existem cerca de 150 milhões de utilizadores que utilizam as Stories do Instagram diariamente. Há dois meses, eram cerca de 100 milhões. “É interessante ver como é que a comunidade está mesmo a começar a utilizar as Stories, de formas diferentes para comunicarem uns com os outros. É incrível como este número continua a crescer”, disse a responsável pela marca Instagram.

A segunda novidade anunciada pelo Instagram é a possibilidade de as marcas fazerem publicidade direta nas Stories, com campanhas em vídeo, por exemplo. Esta funcionalidade vai arrancar numa versão beta com 30 marcas parceiras, onde se inclui o Airbnb. “Vemos que é um formato no qual as pessoas interagem muito. Muito imersivo, porque as pessoas saltam diretamente para as Stories, no ecrã completo. És completamente transportado para estes momentos e o que vemos é que 70% das Stories são vistas com o som do telefone ligado”, explicou.

Amy Cole adiantou que um terço das Stories mais vistas no Instagram pertenciam a negócios e que 70% dos utilizadores seguem pelo menos uma marca. “Há interesse nisto, as pessoas estão entusiasmadas por ouvir o que as marcas têm a dizer. Acho que é natural que as marcas comecem a desempenhar um papel maior nestas Stories”, afirmou.

A responsável pela marca disse ainda que o Instagram quer “ajudar as marcas a desenhar a sua estratégia” e assegurar que “têm um produto que promove resultados significativos” para as marcas”. O objetivo é o de ajudar as empresas a medir o impacto da campanha. “Isto é a robustez que podiam esperar de nós”, disse. O Instagram foi adquirido pelo Facebook em 2012.