É um buraco com nove metros quadrados e uma profundidade de quase dez metros. Nenhum carro foi engolido pela cratera que se abriu na entrada para o Eixo Norte-Sul pela avenida de Ceuta em Lisboa, mas foi o suficiente para assustar os condutores: talvez se tivessem demorado mais dois minutos a beber o café da manhã estivesse exatamente naquele sítio. Ainda assim, este buraco parece invisível junto às maiores crateras do planeta.

Uns abertos pelo ser humano em busca de pedras preciosas ou carvão, outros que testemunham a fúria da Natureza, veja na fotogaleria os dez maiores buracos da Terra.