436kWh poupados com o Logótipo da MEO Energia Logótipo da MEO Energia
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Reduza a sua pegada ecológica.
Saiba mais

Logótipo da MEO Energia

Adere à Fibra do MEO com a máxima velocidade desde 29.99/mês aqui.

Fotogaleria. Quando um fenómeno raro cobre o Grand Canyon de nuvens

Este artigo tem mais de 5 anos

Em condições especiais e raras, o Grand Canyon é surpreendido pela "inversão de nuvens". A última vez que tal tinha acontecido foi em 2013. As fotos são raras e belas.

5 fotos

Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

A “inversão de nuvens” é um fenómeno raro que só acontece perante condições muito especiais. Mas quando acontece é realmente único. A região do Grand Canyon, desfiladeiro moldado pelo Rio do Colorado, no Arizona, fica coberta por uma névoa, que muda completamente a paisagem. As fotos são a prova da beleza do local.

De acordo com Natasha Greiling do Simthsonian Magazine, a “inversão de nuvens” acontece quando uma camada de ar frio espessa fica presa por baixo de uma camada de ar mais quente. Se as condições climáticas estiverem especialmente húmidas, as temperaturas noturnas provocam a condensação de ar frio a níveis mais baixos, criando a tal “neblina”. Se a estas condições se acrescentar a inexistência de ventos, o fenómeno pode prolongar-se por alguns dias.

O fenómeno ocorre na sua forma mais completa e plena de 10 em 10 anos. E comprova que natureza pode impressionar-nos com algo tão simples. Veja as fotos e também em timelapse:

Grand Canyon Inversion: December 11, 2014
A página está a demorar muito tempo.

Ofereça este artigo a um amigo

Enquanto assinante, tem para partilhar este mês.

A enviar artigo...

Artigo oferecido com sucesso

Ainda tem para partilhar este mês.

O seu amigo vai receber, nos próximos minutos, um e-mail com uma ligação para ler este artigo gratuitamente.

Ofereça artigos por mês ao ser assinante do Observador

Partilhe os seus artigos preferidos com os seus amigos.
Quem recebe só precisa de iniciar a sessão na conta Observador e poderá ler o artigo, mesmo que não seja assinante.

Este artigo foi-lhe oferecido pelo nosso assinante . Assine o Observador hoje, e tenha acesso ilimitado a todo o nosso conteúdo. Veja aqui as suas opções.

Atingiu o limite de artigos que pode oferecer

Já ofereceu artigos este mês.
A partir de 1 de poderá oferecer mais artigos aos seus amigos.

Aconteceu um erro

Por favor tente mais tarde.