O Presidente da Colômbia, Juan Manuel Santos, anunciou, esta segunda-feira, que o processo de entrega de armas por parte dos guerrilheiros das FARC, cuja derradeira etapa arranca esta terça-feira, vai ser concluído no próximo dia 27.

A Missão da ONU na Colômbia informou, no final da semana passada, ter recebido 60% das armas dos membros das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (FARC) e esta terça-feira “inicia-se, em todo o país, a deposição dos restantes 40%”, afirmou o chefe de Estado.

No próximo dia 27 de junho, ou seja, dentro de uma semana, faremos um ato de encerramento de todo o processo de deposição das armas”, indicou Juan Manuel Santos, após ter-se reunido, em Bogotá, com o secretário-geral adjunto da ONU para Assuntos Políticos, Jeffrey Feltman.

Segundo uma estimativa das Nações Unidas, divulgada em abril, o arsenal das FARC conta com aproximadamente 7 mil armas.

O Governo colombiano e as FARC firmaram, no final do ano passado, um histórico acordo de paz para pôr fim a um conflito armado com mais de meio século.

O complexo conflito implicou as FARC, fundadas em 1964 na sequência de uma revolta camponesa, e outras guerrilhas de extrema-esquerda, milícias paramilitares de extrema-direita e as forças armadas.

A violência causou mais de 260 mil mortos, 45 mil desaparecidos e 6,9 milhões de deslocados.