O acne em mulheres adultas é mais comum do que possa pensar. Dados do The International Dermal Institute referem que uma em cada duas mulheres tem acne facial após os 25 anos e as causas podem ser variadas — stress, tabaco, dormir pouco, má alimentação ou, o mais comum, o acne hormonal (daí que a pílula seja, muitas vezes, uma solução). As áreas que normalmente mais sofrem com este acne “adulto” são o queixo e toda a linha das mandíbulas. Está tudo relacionado com as variações hormonais decorrentes do ciclo menstrual que desregulam o fluxo sebáceo e criam inflamações locais.

Em muitos casos, uma boa limpeza de pele com produtos próprios já é meio caminho andado para conseguir controlar o seu aparecimento. Mas isto implica saber escolher produtos adequados a pele com tendência acneica, fazer esfoliações regulares com produtos suaves, ir retirando os cravos e os pontos negros (também com bandas próprias) e, agora no verão, ter cuidado com a exposição excessiva da pele do rosto ao sol. Porque — provavelmente não sabia — o sol é um dos fatores que pode agravar este problema.

Por outro lado, sim, as inflamações do acne tendem a diminuir no verão. Porque a água do mar acalma a pele, temos menos stress e dormimos mais. Mas é a exposição excessiva ao sol (passar o dia na praia ou ir no período crítico das 12h às 15h) tem um efeito contrário. Ao invés de secar as lesões de borbulhas, pode (numa espécie de efeito ricochete) agravá-las. Deve, então, apostar em muito protetor solar no rosto mas, mais uma vez, próprio para o acne: oil-free, com efeito matificante e anti-brilho.

Na fotogaleria, em cima, reunimos alguns produtos de limpeza próprios para quem sofre com este problema. Se não puder fazer mais nada, uma limpeza adequada já vai fazer toda a diferença.