Portugal é o quinto país na lista de valor das importações feitas por Moçambique em 2016, de acordo com um anuário do Instituto Nacional de Estatística moçambicano divulgado esta sexta-feira.

Moçambique importou de Portugal bens no valor aproximado de 19 mil milhões de meticais (277 milhões de euros) em 2016, o que equivale a 5,87% do valor total das importações do país, refere-se no documento. A África do Sul, país vizinho de Moçambique, lidera a lista com 100 mil milhões de meticais (1,4 mil milhões de euros), cerca de um terço do valor total das importações.

Seguem-se no topo Singapura (9,08%), China (8,05%) e Índia (6,25%). Depois de Portugal, em quinto, surgem ainda nos dez primeiros lugares da lista de valor das importações por principais países de origem, os Emirados Árabes Unidos (5,12%), os Países Baixos (2,41%), os Estados Unidos (2,32%), o Japão (2,08%) e a Finlândia (1,82%). Outros países lusófonos surgem nesta tabela de trocas comerciais com valores que representam menos de 1% do total de importações: Brasil (27 milhões de euros), Angola (0,9 milhões de euros) e Cabo Verde (cerca de 43 mil euros).

No total, Moçambique fez importações no valor de 325 mil milhões de meticais em 2016 (4,7 mil milhões de euros), refere-se no anuário, que contabiliza 208 mil milhões de meticais (três mil milhões de euros) do lado das exportações. Desse outro lado da balança, a principal economia vizinha também domina, mas não tanto.

A África do Sul paga 22,68% do valor em bens moçambicanos enviados para o estrangeiro, seguindo-se os Países Baixos (21%), Índia (18,96%), Singapura (4,12%), China (3,88%), Estados Unidos (2,94%), Hong Kong (1,82%), Reino Unido (1,78%), Zâmbia (1,68%) e Espanha (1,67%).

Portugal surge na 16.ª posição da lista de valor das exportações por países de destino, representando menos de um por cento (29 milhões de euros). Brasil e Angola são os outros dois países lusófonos que surgem na tabela, com 2,7 e 2,2 milhões de euros respetivamente.