Pelo menos 34 pessoas foram declaradas desaparecidas depois do naufrágio de um navio militar, no domingo, numa missão de rotina na península de Bakassi, divulgou esta segunda-feira o Ministério da Defesa dos Camarões.

Segundo o ministro da defesa, Joseph Beti Assomo, os helicópteros salvaram três soldados e continuarão à procura de sobreviventes.

A jurisdição da península de Bakassi foi entregue aos Camarões pela Nigéria, na sequência de uma ordem do Tribunal Internacional de Justiça.

As forças da Nigéria ocuparam a região em 1980, levando a violentos confrontos com as forças militares dos Camarões.