A edição do Porto da Red Bull Air Race arranca este sábado com os 23 pilotos acrobáticos da Master Class e Challenger Class a cumprirem à tarde os treinos de qualificação, numa competição que poderá atingir recordes de assistência.

Com aviões que voam a 370 quilómetros por hora, a prova regressa ao Porto oito anos depois da última edição, agora distribuída por duas classes e com a primeira mulher piloto, Mélanie Astles, num conjunto de inovações que versa também os aspetos tecnológicos, com os pórticos situados no rio a subirem cinco metros em relação a 2009.

A organização admite que o recorde de assistência de um milhão de pessoas, verificado em 2008, possa ser igualado após ter sido disponibilizado na margem do Porto mais 30% de espaço para o público.

Dada a previsão de uma forte presença do público durante o fim de semana nas duas margens do Douro, para ver a prova, as autoridades anunciaram a interrupção do trânsito em dezenas de ruas da zona ribeirinha de Vila Nova de Gaia, a partir de sexta-feira, o mesmo sucedendo do lado do Porto.

As qualificações previstas para hoje decorrerão às 15h15 e 16h05, decorrendo no domingo as provas para apurar os vencedores.