O Twitter alterou o limite de caracteres e duplicou-os — de 140 para 280. É uma mudança que ainda está em fase de testes para um “pequeno grupo de pessoas” e diz a rede social que se trata de uma maneira de ajudar os utilizadores a “expressarem-se mais facilmente”.

A companhia concluiu que certas línguas tinham mais facilidade em atingir o limite de caracteres do que outras. Tweets em japonês só atingem os 140 caracteres em 0,4% das vezes, enquanto que 9% dos tweets em inglês atingem mais facilmente esse limite, refere a empresa.

Exemplo de o mesmo tweet escrito em línguas diferentes. (Fonte: Twitter)

O Twitter reconhece mesmo que tweets em japonês, coreano ou chinês conseguem transmitir o dobro da informação do que em inglês, espanhol, português ou francês, “isto porque em línguas como o japonês, coreano ou chinês é possível transmitir o dobro da informação numa palavra”.

A nossa pesquisa mostra que o nosso limite de caracteres é a maior causa de frustração para pessoas que tweetam em inglês, mas não para aqueles que tweetam em japonês”, lê-se no anúncio.

Exemplo da alteração ao limite de caracteres. (Fonte: Twitter)

Para já, os testes estão a restritos a um “pequeno grupo de pessoas”, mas a alteração deverá chegar brevemente a todos os utilizadores. A rede social espera que a alteração seja bem recebida e assegura que nunca vai mudar o conceito de “brevidade” associado ao serviço.