Roteiros

É com este frio que a Serra da Estrela nos aquece

813

Se está com frio, troque a manta por agasalhos, deixe o sofá estacionado e faça-se à estrada. Dê um pulinho à Serra da Estrela: vai ver que aquece. Acabado de sair do forno, eis um roteiro fresquinho.

A temperatura desce, a malta sobe. Todos os anos é assim: mal caem uns flocos de neve, logo a Serra da Estrela ganha outra beleza aos olhos de quem a visita – assim as estradas desimpedidas permitam a romaria.

Vestido de branco, ganha outro encanto este destino que nos coloca bem lá em cima. A olhar para baixo; a ver como estar nas alturas tem o condão único de tornar tudo mais pequeno. Do alto dos seus 1.993 metros, a cota máxima de altitude, atingida junto à Torre, a maior serra de Portugal continental oferece-nos vistas de cortar a respiração. De nos deixar de boca aberta. E a bater o dente, quando o Inverno faz questão de gelar o mercúrio – ou não fosse o cume da Serra da Estrela o melhor termómetro para avaliar o rigor do tempo…

À orografia de proporções colossais, a cadeia montanhosa onde se encontram as maiores altitudes do país junta muitos outros motivos de interesse. E “muitos” não é maneira de escrever: são tantos que precisam de espaço; são tantos que se estendem pela maior área protegida em solo português – o Parque Natural da Serra da Estrela.

Entre vales, encostas, planaltos e picos, sugerimos-lhe que parta à descoberta. Vai ver que, se o fizer, o mais provável é que não volte a dizer “desta água não beberei” – é que deste maciço escorrem as linhas de água que beneficiam as três maiores bacias hidrográficas do país: Douro, Mondego e Tejo. Ou seja, não há dia que passe sem que os habitantes de Lisboa, Porto e Coimbra tirem da torneira uma amostra da riqueza hidrológica da Serra da Estrela. E essa riqueza é beleza na origem: barragens, lagoas, covões e praias fluviais pintam um quadro que não se descreve. Escorre, flui e dilui, provando que a natureza é a rainha do improviso e não há plano que a capture melhor do que explorá-la.

Se ainda precisa de incentivos, para trocar as pantufas pelas botas de montanha, ponha os olhos neste roteiro e veja não o que está a perder, mas o que pode ganhar. De caminho, deixamos-lhe na fotogaleria algumas sugestões que lhe permitem poupar. Boa viagem!

Recomendador: descubra o seu carro ideal

Não percebe nada de carros, ou quer alargar os horizontes? Com uma mão-cheia de perguntas simples, ajudamo-lo a encontrar o seu carro novo ideal.

Recomendador: descubra o seu carro idealExperimentar agora
Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)