Uma dedica-se aos vinhos de terroir, de pequenos produtores, outra celebra 15 anos a abrir as portas a milhares de pessoas e grandes produtores. As duas feiras de vinho acontecem na Invicta este fim de semana e prometem elevar a bebida a uma espécie de heroína nacional.

Falemos primeiro da Essência do Vinho – Porto, uma das feiras de maior peso no país arranca já esta quinta-feira e prolonga-se até ao próximo domingo. São quatro dias para provar milhares de vinhos e participar nas muitas atividades contempladas no calendário do evento. O belíssimo e monumental Palácio da Bolsa recebe a partir de quinta 3.000 vinhos em prova livre, de 400 produtores nacionais e internacionais. Esta sexta-feira, a título de exemplo, acontece a prova “Vinhos do Porto de Sonho”, que inclui rótulos como Ramos Pinto Branco 1884, Taylor’s Single Harvest 1968, Andresen Colheita de 1910, Niepoort Garrafeira 1977 ou Gran Cruz 130 Anniversary Edition Very Old.

Do evento Essência do Vinho – Porto fazem parte várias provas de vinho, dedicadas ao Vinho do Porto e ao vinho produzido nos Açores, a título de exemplo. @ Divulgação

No dia seguinte há a possibilidade de ficar a conhecer os vinhos produzidos nos Açores, sendo que a Essência do Vinho – Porto prevê ainda harmonizações vínicas com conceituados chefs nacionais já estrelados: Vítor Matos (Antiqvvm, uma estrela Michelin), Ricardo Costa (The Yeatman, duas estrelas Michelin) e Rui Paula (Casa de Chá da Boa Nova, uma estrela Michelin). O programa do evento que se realizou pela primeira vez em 2004 é vasto pelo que, o melhor, é dedicar-lhe alguns minutos de atenção antes de encher o primeiro copo de vinho. No local e nos dias de realização do evento, a entrada tem um custo de 25 euros por pessoa.

Já a feira simplesmente… Vinho (sim, “simplesmente” com caixa baixa e reticências a separar as duas palavras) realiza-se sexta e sábado, 23 e 24 de fevereiro, das 16h às 21h30, e reúne debaixo de tectos abobadados e paredes carismaticamente envelhecidas 101 produtores de Portugal, Espanha e França (apenas um), mas também petiscos provenientes de restaurantes selecionados, arte e música. O evento vai ocupar, como de costume, o Cais Novo, que se apresenta como “uma das mais significativas residências urbanas setecentistas da cidade do Porto”.

O simplesmente… Vinho dedica-se aos pequenos produtores e acontece a 23 e 24 de fevereiro. @ Divulgação

O simplesmente… Vinho é, na verdade, aquilo a que se chama de “salão off”, o que significa que é uma mostra de vinhos alternativa que acontece em paralelo com grandes feiras no sector (acontece com a Vinexpo, em Bordéus, e com a Vinitaly, em Verona, a título de exemplo). Surge, então, enquanto “contraponto à globalização e industrialização do vinho” e representa um fenómeno que chegou ao Porto em 2013 e é, por enquanto, o único salão off do país. Nesta feira vão estar presentes nomes como Quinta da Covela, Valados de Melgaço, Casas Altas, Quinta dos Termos, Conceito, Quinta do Pôpa, Luís Pato, Quinta das Bageiras, Adega Viúva Gomes e Niepoort.

Tendo em conta os incêndios que devastaram no país em 2017, o simplesmente… Vinho vai dar particular destaque à Casa de Mouraz, cuja vinha, armazém e vinhos engarrafados foram destruídos na sequência de um fogo de grandes dimensões. O produtor do Dão é, pois, o convidado de honra.

Essência do Vinho – Porto

Onde? Palácio da Bolsa
Quando? 22 (15h às 20h), 23 e 24 (15h às 21h), e 25 de fevereiro (15h às 20h)
Quanto custa? 25 euros por pessoa

simplesmente… Vinho

Onde? Cais Novo
Quando? 23 e 24 de fevereiro (16h às 21h30)
Quando Custa? 18 euros por pessoa